Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Sex | 25.02.11

Elegância!

Lembram-se de ter falado da Elle de Fevereiro que continha um especial sobre elegância, e que este seria o tipo de artigos que adoraria escrever? Pois bem, mantenho a opinião. Adorei os artigos, e continuo com vontade de escrever sobre o tema, visto que escreveria de forma diferente... Talvez um dia faça uma semana especial sobre isso (um dia, quando voltar a ter vida própria...).

Adiante, ao ler logo o primeiro artigo - entusiasmadíssima - eis que surge uma frase que me pôs a pensar... Trata-se do tópico 23, do artigo "Factor E" (p.73) que diz:

"Lady Like Uma aura de uma rainha não advém apenas da roupa, mas de um comportamento discreto [confere]. (...) Uma senhora mostra um sorriso radioso, mas não dá gargalhadas altas. E mesmo que esteja com pressa nunca, mas nunca, corre"

Eu fiquei... Nem sei explicar como fiquei... Mas isto não é um pouco cliché demais?? Não será um pouco antiquado dizer que a senhora não pode dar uma gargalhada nem pode correr? Eu adorava ver - e digo isto sem maldade nenhuma - as pessoas que escrevem e têm este tipo de opiniões, a ver o metro/comboio/autocarro a chegar quando ainda não estão na paragem, ou estarem a passear na rua e começar a chover (sem terem chapéu de chuva). Uma senhora elegante também não dá trambolhões no meio da rua? Tropeçar e cair só acontece aos deselegantes?

Para mim a chave da verdadeira elegância é... correr sem parecer uma macaca, dar uma gargalha entre amigos, mas sem incomodar aqueles que não estão interessados na conversa (as pessoas a seu redor portanto), e quanto ao cair... Bem, qualquer pessoa cai! Nem a pessoa mais elegante do mundo está imune a que isso lhe aconteça. Eu estou a insistir no exemplo de cair porque... No outro dia dei um valente malho a sair do trabalho. Farto-me de rir a contar isto (foi horrível, fiquei com o tacão preso numa grelha!!), e não acho nada demais (apesar de ninguém gostar de cair).

A elegância é inata, não depende exclusivamente da roupa que se veste, do cabelo que se tem, da beleza, do corpo... Há pessoas que nascem com esse factor (como lhe chama - e muito bem - a Elle, nesse artigo), há outras que não, e há - ainda - outras que vão ganhando com o tempo. É claro que a boa educação, o porte, as peças de roupa, e a beleza ajudam (e muito!!) mas não são tudo!!

Em jeito de conclusão... Elegante - pour moi - não é ter o caro, é estar sempre bem independentemente de estar rodeada (ou vestida) por caro ou barato. É claro que se for Chanel, então melhor!! Mas pessoas que "sabem das coisas" (expressão da minha adorada Ale Garattoni) percebem que isso não é o mais importante.

?Vamos aos exemplos, directamente da blogosfera: A Stylista - Maria Guedes. Nunca me lembro de lhe ver algo de grandes marcas (e nota-se que é fan de fast fashion) e está sempre bem, mesmo não tendo um estilo clássico!! Já a Lala Rudge tem Louboutin, Birkin, 2.55, entre muitas outras peças chave (e quase todas lindas)... E eu não lhe acho grande piada. Não sei explicar, mas não a acho especialmente elegante. O mesmo para a Chiara!! Já a Silvia Navarro - do Una Silla para Mi Bolso, tem inúmeras peças "caras" e é bastante elegante, está sempre bem. Mas isto é apenas a minha opinião, com certeza que muitas de vocês nem sequer concordam...