Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Qui | 02.02.12

BookClub - Nina Garcia

Hoje trago-vos um pequeno resumo sobre os quatro livros de Nina Garcia. Como já expliquei no post de ontem, Nina é ex editora de moda da Elle (US), função que passou a exercer na Marie Claire. Além disso, é júri no famoso Project Runway. Sinceramente, pouco acompanho o programa, mas a julgar pela maneira como escreve e aconselha, suponho que desempenhe um excelente papel no mesmo.


O primeiro livro que comprei foi o único disponível em português (disponível na Fnac e na Bertrand) - O Livro Negro do Estilo, e posso afirmar que aprendi imensa coisa (ressalvo que foi o primeiro livro que li nesta área). Fiquei apaixonada pela maneira como a autora escreve, e pouco tempo depois encomendei na Amazon os outros dois que existiam na altura - The One Hundred e The Style Strategy.


Pontos-comum nos quatro livros | Bom humor e informalidade qb (a sensação de estarmos frente a frente com a autora); Fun facts (à-partes do texto, que contam dados históricos, ou curiosidades sobre determinada peça, acontecimento ou pessoa); Dicas preciosas (são mesmo); Ilustrações perfeitas (e sempre adequadas ao texto que acompanham), e; Citações de personalidadevariadas (nem sempre ligadas à área da moda), que nos ajudam a perceber melhor capítulos ou conceitos (ou simplesmente inspirar).


Vamos ao resumo dos quatro:


O Livro Negro do Estilo | Este livro não pretende ser um guia para 'ganhar estilo', mas antes um livro para nos fazer reflectir no que somos e no que queremos/devemos mostrar através do que vestimos. Não cria categorias ou caracterizações, o que gostei imenso, pois sou da opinião que estas mais servem para nos limitar, do que propriamente para nos definir.
Através da sua experiência pessoal e profissional ensina alguns truques e dicas para ganharmos uma maior auto estima, e aprendermos a escolher o melhor para nós.
Claro que, pelo meio, existem algumas dicas extra, o que faz deste livro o mais completo dos quatro. Curiosamente é o mais fininho.



The One Hundred | Obrigatório. Mais que não seja pela abordagem tão original e por ser uma leitura tão boa. Gostei imenso de ler este livro, e diverti-me imenso na ansia de "descobrir qual seria o próximo". Acreditam que me ria a ler? 
Resumidamente, este livro lista os 100 items eternos na moda (meaning, that never go out of style), na perspectiva da autora. O melhor é que o faz de uma forma generalista, referindo marcas high e low cost, e contando a história por detrás de cada peça, e o porquê de não passarem de moda.
Nina introduz o livro de uma maneira muito engraçada, que nunca mais esqueci: quando andava em renovações no seu apartamento (que duraram bem mais que o previsto), manteve a maior parte das roupas no seu closet, e muito poucas no sítio que alugou. Durante os muitos meses da renovação, passava a vida a correr para o seu apartamento em busca de peças sem as quais não conseguia 'viver'. Esta experiência levou-a a reflectir no assunto - afinal estava sempre a ir buscar certas e determinadas peças, enquanto que outras ficaram lá todos aqueles meses. Daí nasce a lista dos 100 must have!



The Style Strategy | Este sim, um guia para o estilo, mas ainda assim, sem pretensões desnecessárias. Pretende ensinar as mulheres a comprarem melhor e, consequentemente, a vestirem-se melhor. O subtítulo do livro explica perfeitamente a missão: A Less-Is-More Approach to Staying Chic and Shopping Smart.
Para tal, Nina propõe um processo de três passos: What Do I Have?, inventário e limpeza no que já temos; What Do I Need?, depois de inventário feito, ver quais os básicos e investimentos por fazer; What Do I Want?, que pretende 'ensinar' a comprar. Claro que, ao longo dos três capítulos, chovem dicas de todos os géneros.



Look Book | Detalhe, detalhe, e detalhe. Para os mais minuciosos, ou para pessoas com dificuldades em saber adaptar-se a ocasiões especiais (do social ao profissional), este livro explora um sem fim de cenários e guia-nos na criação do conjunto mais correcto (e stylish). Este sim, considero um verdadeiro guia, e é, de longe, o que contém mais dicas.
Foi o que menos gostei (mesmo tendo gostado bastante), porque sou uma pessoa muito desligada de certas regras - no entanto, admito que é sempre importante tomarmos conhecimentos deste tipo de coisas.
O livro divide-se em oito áreas: Trabalho, Dating (tradução, encontros amorosos), Dia, Noite, Férias, Life Events (desde a mala para levar para a maternidade, ao que levar para uma audiência de jurado, que não temos em Portugal), Casamentos, e Viagem de Sonho.



Nota: Peço desculpa pela quantidade de vezes que repito a palavra dicas, mas efectivamente o melhor dos quatro livros são as dicas, o know-how, que a autora transmite.
Qui | 02.02.12

Um-Do-Li-Tá

Para mim o mais interessante que a estação trouxe até agora foram os sapatos. Por estação entenda-se Zara.


Ando numa fase um pouco anti-roupa (vou rezar para que dure!!), e por norma ando a alternar entre 4 ou 5 tipos de peças (post mais logo), e não sinto falta de mais nada. Até agora as novidades que aparecem, por muito giras que sejam, não me despertam impulsos consumistas: blazer verde agua/menta, muito giro, mas já chega de blazers cá em casa; saias mullet, giras e dramáticas qb, mas não fazem o meu género; neon, ainda não encontrei as peças que procuro (tank tops e tshirts básicas), mas também nem procurei fora da Zara (já sabem que eu sofro desta fidelização psicológica). Há apenas uma coisa, fora o neon, que procuro (e que ainda não encontrei), mas que vou deixar para outro post.

Já os sapatos, e sandálias, fazem totalmente o meu género, e fico com corações no lugar das órbitas (tipo cartoon) cada vez que a Zara actualiza esta secção. O mais curioso (e é por isto que eu adoro moda) é que, se há um ano me mostrassem estes modelos, eu diria - provalmente - "Hell no!", mas este ano sem dúvida que me apanharam. Acho que por serem tão diferentes do que tenho cá por casa (e do que, por norma, gostava) me deixam ainda mais entusiasmada.

Fora sapatos, tenho perdido muito do meu tempo em pesquisas na secção de acessórios da Asos (sim, leram bem, visitei um site non-Inditex), e assim que a situação profissional estabilizar (façam figas!!), com certeza que fios e pulseiras vão passar a conhecer o caminho para a terra-mais-linda-de-Portugal. ahah

E vocês, como estão em termos de wish list para as novas colecções?