Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Qua | 08.02.12

Classic mood


Eu não acho que aos 24 anos consiga ter total consciência do que é um clássico, mas acho que já vou tendo umas luzes... Não só porque sou uma pessoa 'tradicional' (vá!), mas também porque já reparo nestas 'coisas das modas' há uns aninhos, e vou assimilando o que - a meu ver - distingue um clássico de um it passageiro.

Eu sou da opinião que os nossos clássicos (assim como os its) somos nós que os devemos criar, e por muito que uma Classic Flap seja intemporal, não quer dizer que agrade a todos.

Comigo clássico, por enquanto, é o termo que utilizo para definir o 'básico', o que está sempre (quase sempre) presente, os 'must-have-at-all-time' - ou seja, a mesma lógica que a Nina Garcia usou para eleger os 100 mais no The One Hundred.

Ontem estava a arrumar umas coisas - muito lentamente, que esta amigdalite não está para brincadeiras - e lembrei-me de mostrar aqui estas 4 peças que representam 4 coisas que estão sempre comigo:

MALA | Vício que vem desde a escola primária, e ainda nem estava no secundário já ia para a escola de mala ao ombro feita pirua (claro que agora é uma coisa banal nas raparigas novas de hoje em dia, mas há 10 anos (wow, is been that much?) a situação era bem diferente).

LENÇO | Quando não vem ao pescoço (sou muito friorenta nesta zona), vem como cinto ou preso na mala. Adoro lenços, sejam lisos ou em padrões (de qualquer género).

FIO DE PÉROLAS | Este custou 1€ na loja do Chinês, tem um alfinete de ama a prender as pontas (era grande demais e eu cortei), e creio que tem 4 ou 5 anos! Uso non-stop, pois é o único até hoje com as pérolas de tamanho e cor ideais para mim! Se algum dia lhe acontece alguma coisa nem sei que faça! (sim, porque estive nessa mesma loja há umas semanas e reparei que já não vendem iguais)

BLACKBERRY | Eu sempre fui viciada em telemóvel, mas desde que esta criaturinha veio cair nas minhas mãos o caso piorou drasticamente. Em primeiro lugar porque tem bastante mais entretenimento que qualquer um dos meus antigos telemóveis; depois porque fui trabalhar num sítio em que qualquer site 'social' estava bloqueado, sendo que o bb passou a ser um escape; e, claro, porque é tão divertido mudar de capas (não, nunca tinha tido nenhum telemóvel com essa opção, nem nunca tive um 3310 - sempre fui uma pessoa adulta na escolha dos modelos, e agora estou a ter o meu teenage-cellphone-moment). Tenho a certeza que tão cedo não uso outra marca.