Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Sab | 30.06.12

ARMY MOOD

Eu gosto de verde seco - ou khaki, como preferirem, mas nunca fui muito pelo army-mood. Até que há dois anos comprei uma camisa da Zara, muito no género das que mostro em baixo, e uso non-stop. Fiquei viciada em criar combinações com ela, e fiquei ainda mais viciada na cor, mas nunca voltei a encontrar nenhuma peça neste mood que me chamasse a atenção...

Mas agora estou completamente apaixonada pela ideia de uma camisa em camuflado. Nunca pensei gostar de camuflado - nem para roupa de Body Combat!! Mas de repente - ainda antes de ver as novas peças da Trafaluc neste estampado - pensei que era mesmo aquilo que gostaria de encontrar por aí. E, claro, já imagino mil combinações (tipo, com néon nos meses de Verão). Ainda por cima o SBSR está mesmo a chegar, e não imagino peça melhor para festivalar!!


Em baixo deixo-vos sugestões de shopping de três géneros que adoro neste mood: parka, colete e camisa. Cada um bastante versátil à sua maneira, e se gostam do estilo com certeza que vão gostar de alguma delas (a minha já está escolhida):


Todas as peças são Trafaluc

Sex | 29.06.12

GÉNIFIQUE: APROVADO COM DISTINÇÃO

Depois de mais de um mês a usar a gama Génifique, finalmente o testemunho. As expectativas já eram altas, afinal falamos de Lancôme, e os resultados conseguiram superá-las!

Logo na primeira semana senti a pele mais radiosa - penso que se deve especialmente ao sérum - e, mais tarde, notava-se bem uma luminosidade na pele (que é baça e oleosa devido - como já expliquei - aos tratamentos de acne), e - gritinhos de alegria - uma certa redução na profundidade das rugas de expressão dos olhos, que são motivo de complexo (eu sou mesmo muito expressiva).

Gostei muito do creme de rosto (apesar de ter concluído que não é próprio para mim), mas foi o creme de olhos e o sérum que realmente me apaixonaram: o creme de olhos aconselho a qualquer pessoa (nunca é cedo demais para aplicar este género de creme na zona dos olhos), é muito hidratante, mas nada gorduroso. E o melhor é que a sensação de hidratação dura todo o dia!; quanto ao sérum, além da sensação maravilhosa que é aplicá-lo no rosto (não sei explicar a sensação, mas sabe mesmo muito bem), cumpre as promessas de rejuvenescimento.



Qui | 28.06.12

BDAY WL - CLASSIC VERSION


Estar quase a completar 25 anos (quase = menos de um mês), na perspectiva de menina mimada que adora receber prendas e celebrar o aniversário, é começar a pensar em WL. Normalmente começo a pesquisar nas lojinhas do costume, e qualquer trapo vira desejo (como na primeira wl deste ano), mas a verdade é que no final aproveito sempre o aniversário - e a boa vontade dos que me rodeiam - para pedir algo que valha mesmo a pena o investimento.

Quase sempre relógios e óculos de sol - porque vão quase sempre parar aos três dígitos, mas entre outros exemplos de bons pedidos pode estar uma máquina fotográfica (um dos melhores presentes de sempre), uma viagem ou - já foi caso há uns bons anos atrás - o passe para o SW. ahah

Este ano a lista pára em três coisas que já desejo há - literalmente - anos: um relógio dourado (amo este modelo da Nixon, e não é muito caro para os preços da marca - que normalmente são estupidamente overpriced); uns Wayfarer (ou semelhante modelo) e as - já famosas por aqui - ballet flats da Repetto.




Não esquecer outro pedido já habitual: maquilhagem na MAC (que além da própria maquilhagem, ainda se traduz em 40€ em produtos). E pronto, daqui para a frente prometo NÃO alterar esta lista.
Qui | 28.06.12

WEAR IT BLACK - Aprenda com Anya Ziourova

Ontem, ao ler The Fashion File (a revista do net-a-porter), fiquei a conhecer a stylist da Tatler Russia: Anya Ziourova. Mais uma russa para fazer as nossas delícias, mas esta - ao contrário da Mira - é bem despojada, mas nem por isso menos inspiradora.

Reparei que, à semelhança de qualquer menina-que-sabe-das-coisas, o preto é uma constante nos seus looks. Para muitos esta cor é ainda considerada 'pesada' (principalmente em look total), por isso não resisti a fazer um pequeno post inspiração com os cliques que encontrei da Anya.


Anya afirma, na The Fashion File, que parte importante do seu trabalho, como stylist, é inspirar os outros através da roupa. Talvez por ossos do ofício, mas certamente graças a um sentido estético apurado, a sua grande aposta reside em qualidade, em bons cortes e bons materiais.

Mesmo quando um look parece demasiado básico olhamos bem e há sempre um detalhe que faz toda a diferença: os fechos numas calças pretas, uma capa bicolor, uma estampa trabalhada. No seu effortless-chic nada é deixado ao acaso, excepto - talvez - as tendências óbvias de estação. E eu adoro isso!
Qua | 27.06.12

NEW CLASSIC | OLD CLASSIC

Como disse num post recente, há toda uma ideia de que os clássicos são eternos, mas nos dias que correm até os clássicos têm 'perna curta'. Existem clássicos intemporais, mas já são escassos - uma coisa é dizer 'jeans são intemporais' (e são, claro), outra coisa é dizer 'este modelo/marca de jeans é intemporal'. São coisas diferentes, completamente diferentes, e o exemplo mais fácil neste contexto é a Levis (altos e baixos, ainda que duradouros). Até a Classic Flap da Chanel e a Speedy da Louis Vuitton tiveram longas temporadas na 'mó de baixo' - uma por falta de marketing e outra por banalização (ergo, falta de estatuto).

Resumindo, podemos ter uma peça para sempre e usar muito, mas não sei bem até que ponto conseguiríamos usar sempre. Até porque grande parte da graça na moda e nos trapos é - claro - a mudança, o refresh, a novidade.


No mundo do calçado - ainda mais que no mundo das malas, na minha opinião (de viciada em malas!!!) - a evolução é constante, mesmo que por vezes pareça que estamos a andar em círculos.

Nos últimos meses tenho reparado que as colecções cada vez mais se focam em dois extremos: os chunky/sapatos altamente compensados e sapatos bicudos com tacão fino. O primeiro género já não é novidade para mim: não só porque gosto, mas também porque acho bastante mais confortáveis. No entanto dei por mim bastante fascinada por sapatos mais 'finos' - desde as strappy sandals que adquiri para o Verão que fiquei viciada.

O furor global por este género não começou agora, mas tomou outra proporção desde as mules que Marc Jacobs lançou para a Primavera/Verão da casa LV. Estes modelos transportam-me para um mood sport-chic, característico da nova geração de designers americanos como Alexander Wang ou Phillip Lim. Nas colecções de Outono (ainda vi poucas), uma das que mais me chamou a atenção por fazer um hi-lo exímio neste sentido foi Isabel Marant.

E este modelo que saiu recentemente na Zara anda a tentar-me. E pensar que ainda há uns anos a minha mãe não largava umas bem semelhantes!... New classic, old classic

Imagens Style.com (em cima) e Fashion Zen (em baixo)

Ter | 26.06.12

SPICE GIRLS

Desculpem, mas como ex-criança obcecada com as Spice, não resisti a fazer um before&after!

Devemos ter em conta que foram um fenómeno dos 90's - e como tal dar 'um desconto' - mas ainda assim, tenho para mim que as cinco envelheceram bastante bem (para não falar do factor 'evolução' de algumas delas, nomeadamente, as Mel's e a Geri).

Enfim... Recordar é viver, e a verdade é que ainda hoje sei todas as músicas de cor e salteado, e volta e meia faço uma maratona no YT (e ainda hoje não sei eleger a minha preferida, amo todas).


Ter | 26.06.12

THE WAISTCOAT ISSUE!

Se os blazers são os filhos pródigos do meu guarda-roupa, diria que os coletes são como uns irmãos mais novos que já quase acompanham o andamento dos mais velhos (que confusão familiar que anda aqui, não?). Leia-se, adoro coletes e cada vez mais. Se no Inverno usei e abusei do meu colete de pelo (que ainda por cima foi uma pechincha e está em perfeito estado - amazing), no Verão estou sem dúvida no mesmo mood mas em materiais mais frescos: linho, ganga, sarja.

É uma peça do mais versátil que existe, eu uso com tudo. Desde vestidos a malhas, qualquer género de manga (da curta à comprida, passando pela 3/4, mas nunca cavas se não viro laker-girl), com saias e shorts,  num visual cuidado ou num visual mais rockabilly (festivais de Verão mesmo aí à porta) - as combinações são infinitas!! Aqui ficam algumas sugestões de inspiração e shopping:



Se falamos em coletes os modelos/materiais também são infinitos, mas há três eternos: ganga, militar e fur (fake!). Os de ganga andam muito em voga de há uns tempos para cá, e é quase impossível encontrar um blog de streetstyle onde estes não apareçam; mas também o militar e o de fur estão nas minhas preferências como peças a investir.

Outro grande must - que pouco se tem visto nas lojas, com muita pena minha - é em pele. Dá vontade de ir comprar napa e mandar fazer um à medida!!

E se falamos em inspiração para uso de coletes, só me ocorreu uma it-gél: a Palermo! Desde que acompanho a vida da socialite (nem sei há quantos anos dura esta crush) que sempre me lembro desta usar e abusar desta peça. E há inspiração para todos os gostos: mais curtos, mais compridos, de Verão e Inverno, escuros ou claros, ... Aposto que é uma das peças preferidas de Ollie (confiança de amiga!!!).


No secção shopping, como é normal por aqui, as peças são todas da mãe-Zara! Entre um colete género blazer-sem-mangas (um básico perfeito), ou um ganga bem boyfriend-style, aos meus preferidos - branco em linho (já chegou à loja, mas ainda não fui buscá-lo) e militar (perfeito) - e, claro, o típico colete de ganga, para um visual mais jovem.
Seg | 25.06.12

DETAILS

Com a chegada do calor é impossível uma pessoa não desligar um pouco do pc (ou mesmo do interior da casa), em prol de ar livre! E assim tem sido nos últimos tempos... Entre passeios da Expo, com direito a esplanada e a Saber Viver (e a um gelado!!! ahah), dias na Praia do Meco (totalmente protegida contra os perigos do sol, claro), fins de tarde em Sesimbra ou apenas umas horas à sombra a desfrutar da companhia das minhas cadelas - não me posso mesmo queixar de falta de ar! E entre SBSR, festas de anos (sim, incluí-se a minha ahah) e a chegada da Luv ao bar da praia de Sesimbra, não sei se isto vai "melhorar"... Let's hope so!

Há tempo para o blog, mas falta inspiração - é sempre assim na fase de transição de estação (já não apetece falar de S/S, mas também ainda não estou em modo F/W).



Sab | 23.06.12

LOST

Hoje o post é totalmente randômico, mas não resisti - afinal é fim de semana, e pode sempre contar como uma sugestão, right? Pois é, hoje falo da melhor série que já alguma vez vi, que me prendeu desde o primeiro minuto até ao ultimo episódio, algo tão bom que os espectadores apenas se dividem entre quem adorou e quem odiou. É óbvio que falo de LOST!



Comecei a ver LOST uns meses antes do inicio da última temporada. Uma conhecida passou-me uns episódios, um amigo emprestou-me uns dvds, e assim consegui reunir todas as temporadas e - basicamente - fechei-me em casa (já estava, devido ao 'desemprego') durante um mês sem conseguir fazer muito mais. Simplesmente é impossível quando começamos a ver LOST conseguir PARAR (a não ser quando já não há mesmo mais episódios). É um vício! Um verdadeiro vício!! De tal forma que era impossível encontrar alguém que também visse LOST e não estar menos de uma hora a partilhar teorias! Sem contar que nunca entrei num dos fóruns de Losties, porque isso então - segundo contam - é uma verdadeira loucura!!

Adiante, para os (nem sei como vos adjectivar!!!) que nunca viram o LOST a história não é propriamente fácil de resumir, mas basta saberem que o voo 815, da Oceanic Airlines, cai numa ilha, e sobrevivem 71 pessoas e 1 cão. Até aí tudo bem, se tudo fosse normal. Mas não é. No LOST nada é o que parece ser: desde os sobreviventes à ilha, à própria queda! E assim se passam 6 temporadas, sem repetições, sem episódios chatos, com muitas arritmias e muitas lágrimas, e muitos "whaaaaaaaaaat??".



E o melhor é que há várias formas de ver a série - para os amantes da filosofia e de boas 'teorias' a série ganha uma dimensão completamente diferente. Sim porque os autores não deixam nada em vão - nada! Qualquer semelhança com autores, filósofos e até personagens da Bíblia NÃO SÃO coincidência. Aliás, eu sempre entendi o LOST como uma metáfora (mas lá está, é uma das minhas teorias ahahahaha).

O polémico cartaz da última temporada, que aludia à Ultima Ceia

A grande - gigante!! - polémica foi mesmo o último episódio da série. Não vou deixar aqui spoilers (mas também aconselho a que não abram a caixa de comentários), mas acho que a esmagadora maioria dos fãs da série achou o fim péssimo. Eu ainda não sei o que acho, porque decidi que só vou formar uma opinião definitiva quando rever TUDO do início ao fim. Se querem saber mais vejam aqui a página da Wikipédia (em brasileiro, e bastante completa) ou a minha recém descoberta: a LOSTpédia! (sim, leram bem)


Uns extra:

A minha história de amor preferida de TODOS os tempos!!

A polémica cena

Não resisti a partilhar esta imagem que achei no Google - hilária!!! ahahah

As letras que ninguém esquecerá!
Sab | 23.06.12

I WANT U! (UPDATE)

Não tendo gostado especialmente do novo lookbook da Trafas, nem da modelo (é gira, mas não me inspira), gostei destas duas peças!! 

São tropa, mas ao mesmo tempo discretas - e isso é uma coisa rara de se encontrar nas fases army-feelings de cada temporada. Eu até me identifico com o army-mood (detestava, mas ao longo dos anos o sentimento foi de um extremo ao outro), mas é raro encontrar peças nesse estilo que me agradem, ou seja, acho que vou aproveitar!!

E já lá dizia o Uncle Sam - I WANT YOU!




UPDATE! Aqui ficam duas peças da colecção nova, a parka e um colete - me like it!!


Qui | 21.06.12

SHOES&STYLE

Há toda uma diversidade de - chamemos-lhe - issues na relação da mulher com os sapatos. A minha teoria é que a grande culpada pela maneira como as mulheres - mais 'modernas' - encaram os sapatos é de Carrie Bradshaw (e todas as séries/filmes do mesmo género que surgiram posteriormente), e não sou a única (aliás, acho isto porque já li vários artigos sobre o assunto). Desde que surgiu o SATC que a mulher-comum saiu de uma espécie de bolha, onde habitavam apenas sapatos rasos/quadrados/medianos, e acordou para uma nova realidade, onde stilettos, strappy sandals, pumps, entre outros, deixaram de ser exclusivos da "gente da moda" slash cerimónias, e passaram a pertencer ao dia-a-dia.

Com todas essas descobertas, gerou-se uma espécie de euforia em volta de calçado - especialmente de salto alto - e a mulher desde aí colecciona sapatos como quem colecciona selos, cria closets só para eles, ou seja, pratica culto ao sapato.

Eu percebo, caí na febre, mas agora estou um pouco away desse mood: não porque não compre sapatos, e não porque não tenha bem mais pares que o necessário. Nada disso (i wish)! Mas aquela linha de pensamento do género 'sapato-certo-define-a-minha-personalidade' (lol, exagero, mas percebem a ideia), não é para mim. O sapato certo é essencial para o look, mas a ideia de andar com os pés esborrachados, com joanetes, com bolhas, bla bla bla, não é para mim. Sapato é, acima de tudo, para andar. Claro que se pode juntar o útil ao agradável, mas... Comprar um par de sapatos só para ter (e usar uma vez ou outra), ou comprar com tamanho acima só porque são lindos (logo, vão ser usados também 1/2 vezes), not for me!


E o estilo de sapatos?! Bem, sinceramente, sou pouco esquisita. Sei do que gosto e do que não gosto, sou mais pelos básicos que pelos mais 'trabalhados', mas no fundo gosto de tudo um pouco: de ténis ao salto agulha (compensado, de preferência), sou por tudo, desde que me identifique!! E tão depressa calço uns ténis desportivos, como uns sapatos altíssimos, como umas flats básicas...

Na WL do momento estão estes (todos Zara, apenas as sandálias são da colecção de S/S, o restante é colecção nova):


Qui | 21.06.12

WHITE MOOD (again)


Não há como negar. Se ultimamente tenho falado aqui em amarelos e cinza, na verdade já há muito que a minha mente foge muito para o branco. E quanto mais altas as temperaturas, mais branco na minha cabeça (de-alho-xoxo buaha). Não me entendo nestes últimos meses: on one hand ando muito em preto e cinza, on the other hand não dispenso o amarelo (lima, vivo ou neon), and on the other hand (i would look like a circus freak with all the hands!!) o beige e o branco. Bem, pelo menos não posso dizer que esta estação tem sido aborrecida - pelo contrário, tem sido das mais interessantes. Curiosamente, das estações em que comprei menos!!! (assim como no Inverno passado)

Quanto ao branco - em look total é para as corajosas (e esbeltas), como a Zina, mas há peças que valem muito a pena e que são bastante flexíveis (básicas, com um twist): o colete-lindo-maravilhoso-perfeito ou um 'macacão' (diz que agora é jumpsuit, mas para mim é um macacão, sorry!!).

Mesmo com esta WL muito presente, 'a' minha peça em branco é mesmo o blazer. Finalmente encontrei o meu perfeito (o da Pull, lembram-se?!), e ando SEMPRE com ele - pensei que ia deixar os blazers um pouco de parte em prol dos bomber, mas não... ahah

Quero tanto, que já pensei nos complementos ideais: batom vinho (o Shanghai Express da NARS é o próximo investimento, vai marcar o meu Verão e o meu Outono, for sure) e as flats com estampado animal (perfeitas). Para a 'balada': sandálias compensadas pretas (básicas) e clutch neon (ambos habitantes cá de casa).

Qua | 20.06.12

Shopping July #1

Diria que este mês ando muito controlada, mas na verdade foi um daqueles meses em que aparecem mil coisas, e ainda festas e saídas (já apetece ficar até mais tarde e tal...) e então acabei por nem andar em shoppings nem ver quase nada online. Se já tenho tudo o que me faz falta, e muito mais (!), então o melhor é nem arranjar tentações, right?

Mas tudo o que é bom dura pouco e, apesar de andar completamente sem entusiasmo para cuscar os saldos (mesmo zerô), estou pronta para.... O meu mês de anos! LOL Pois sim, eu só faço anos no fim de Julho, mas eu sou daquele tipo de pessoas que adora e vibra com tudo quanto é motivo para comemorar. E este ano são as minhas 'bodas de prata' (a sério, ando a levar o facto de fazer 25 anos muuuuito a sério) e, além de festas (plural) já planeadas, serve sempre de desculpa para comprar uns trapinhos!! Afinal, mereço uns mimos-extra. Mas também isso será sol de pouca dura, mas sobre isso falo lá para Agosto... Aguardem!!

Na secção roupa, as escolhas andam por isto...


Acessórios ainda só pensei nestas rasas, e nada mais. Mas em maquilhagem... Bem, nem sei por onde começar!!! Entre uma "Palette Camouflage" da MUFE (uma palete de correctivos, queridinha da Vic, que ando a ponderar há algum tempo) e, desculpem - não resisto, umas coisinhas da MAC e da NARS (que merecem um post próprio).
Seg | 18.06.12

THE CLUTCH ISSUE

Não é segredo, para ninguém que me conheça desde a escola primária, que a minha fraqueza em termos de consumo está nas malas. Quando às medias-grandes o vício está muito, mas mesmo muito, mais controlado (qualidade é a palavra de ordem), mas - e quanto às pequenitas?!

Não, nada mesmo. Sendo que uso pouco, e raramente tenho ocasiões formais, regra geral sou perdida pelas clutchs mais baratinhas - ou seja, abundam cá por casa. No outro dia estive a arrumar a gaveta onde estão a maior parte delas e acabei por fazer foto. Cores fortes, padrões vivos e texturas estão em maioria, afinal são bem mais engraçadas assim, aight?


Dom | 17.06.12

WOW

Saí de casa com o número mágico de #999 e quando cheguei já o Blogger contava 1001! WOW Quase três anos depois do início deste cantinho - que está prestes a mudar, e muito, para melhor - não posso dizer que não fico contente, mesmo sendo os números o menos importante (por aqui, porque em etiquetas de saldos a conversa é outra).

E pronto, tendo em conta que atravesso uma altura algo 'low' em vários campos da vida, não resisti a fazer este post MEGA-lamechas!!! loool Muito obrigado a todos os que por aqui passam com gosto!! <3

Pág. 1/2