Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Sex | 31.08.12

SETEMBRO

Não me interessa que venha daí uma vaga de calor. Entra Setembro e já só penso nos dias mais fresquinhos. Isso significa - além das peças de meias estação - que já apetece uns botins. E fiquei tão, mas tão apaixonada por estes... Grrrr

Resto da WL é auto-explicativa: preciso (sim, é mesmo precisar não é num "preciso-ao-modo-fashion-blogger") de uma saia preta básica qb, mesmo ao género desta da H&M (se não for demasiado brilhante ao vivo). Depois, o eterno dilema das camisas... As minhas brancas em género "seda" estão mesmo em mau estado (juro) e esta ao vivo é num pêssego clarinho (adorável), mas esta xadrez é demasiado 'eu' para continuar a ignorá-la (e ao respectivo preço). Nada que não se resolva com o deixar passar umas semanas para decidir-me - compras por impulso não estão com nada!!


Sex | 31.08.12

GIVEAWAY GÉNIFIQUE - VENCEDORA!

As minhas maiores desculpas por não ter anunciado a vencedora aqui - anunciei no Facebook e como deixaram os emails foi uma questão de minutos. Parabéns à...

...CARLA MENDES!




A Carla já recebeu o seu prémio, e já me confidenciou a sua alegria em estar a usar a gama!!!

Obrigado a TODAS as participações! Recebi muitas frases originais, e demorei imenso tempo a decidir-me...


Mais uma vez as minhas desculpas por não ter anunciado aqui, mas como raramente faço giveaways acabou por me passar ao lado esse detalhe (prometo que não se volta a repetir!!!).
Qui | 30.08.12

TARTAN MOOD


Tartan é um padrão que me agrada bastante, não só porque o acho lindíssimo (nas cores/modelos certos) mas pelas constantes interpretações - por assim dizer - que conseguem fazer dele!


Actualmente as peças em xadrez que tenho visto são um verdadeiro 'mimo'. Nada colegiais, nada country, nada de óbvio. A blogger do AfterDRK usa o padrão numas calças ao género 'pj', enquanto que Natuka Karkashadze - num clique de street style na Milan Fashion Week, em Fevereiro passado - usa-o num fato de blazer/calça, e nenhuma das duas o usou de forma óbvia.

Outra interpretação nada óbvia é a camisa da Zara: além dos tons serem lindíssimos (verde seco, what else?), e num material longe da típica flanela/bombazine (no, please no!!), tem o detalhe das tachas que a transforma numa peça mais actual, longe do típico visual country (não que não goste desse género de visual, mas já tivemos que chegue do mesmo nos últimos anos, right?).
Qua | 29.08.12

MAKE UP FOR FALL!

As novidades na maquilhagem estão a começar a chegar às lojas, e vêm em modo encantador-de-carteiras. Vai ser preciso calma e cabeça no lugar, ou então vou ter um batom para cada dia, e um verniz para cada unha! Mas aqui ficam alguns dos meus produtos preferidos:


1 e 4 | RPC The Mats #201 e #205, YSL | O Rouge Por Couture #201 é "o" tom da estação, num tom género ameixa-escuro a dar para o castanho - estou muito apaixonada. Já o #205 é um rosa daqueles óptimos para desenjoar-Inverno (ou seja, quando já não conseguimos mais com o típico "escuro" da estação).

2 | Colecção Midnight in Paris, Lancôme | "Inspirada na atmosfera das noites Parisienses, Lancôme revela um look feminino e sofisticado, desenhado à volta dos tons de roxo." Não diria mais nem melhor! Os tons de roxo estão com TUDO na maquilhagem, e eu não podia estar mais contente com isso. Já tenho alguns dos produtos comigo, e vou falar de cada um brevemente.

3 | Dare to Glow #1, YSL | Iluminador de edição limitada que - pelas imagens que já vi - é uma verdadeira perdição. Logo pelo nome deste tom - Tempting Gold - percebemos isso... Cheira-me que é uma tentação que não vou conseguir resistir.

5 | Palette Couture, YSL | Nunca experimentei nenhum blush da marca, e este tem os tons que mais me agradam. A começar pelo típico rosinha, mas ladeado por um roxo mais escuro e um roxo claro (assim lavanda). Esta palette é o produto estrela da colecção da colecção de Outono da YSL - Contemporary Amazon - e a embalagem conta com motivos de crocodilo, tal como a linha de acessórios de pele da marca (muito cool).

6 | Frenzy, Suspicious e Vertigo, Chanel | Preciso dizer que quero MUITO o Frenzy e o Vertigo?! Por pouco (coisa de 1 dia, damn!) não os consegui a preço freeshop, mas sei que não vou conseguir passar muito tempo sem ter - pelo menos - o Vertigo.

7 | Neo Brown Palette, Giorgio Armani | Um pack composto de blush iluminador assim rosa-meio-forte, 2 sombras e 1 sombra iluminadora em tons castanho (também tem em tons pretos, mas achei este pack - no geral - com uns tons mais interessantes). É ideal para o dia-a-dia, e óptimo para ser transportado na mala (mesmo ao fim de semana, poupa imenso espaço).

8 | Pure Chromatics Harmony #10, YSL | Outro pack de sombras, este em tons esverdeados - que é algo que eu já procuro há algum tempo. Ponderei umas Chanel nos saldos da Perfumes, mas não me agradaram muito... A ver se é desta! E o tom meio azulado (em cima, à direita) parece ser um iluminador top para usar no cantinho do olho... Já estou a imaginar tudo!!

9 | La Laque Couture #31 e #32, YSL | Os tons Khaki Arty e Rouge Expressionniste podiam muito bem vir parar cá a casa, é que - em conjunto com o Vertigo - são exactamente o que quero nas minhas unhas nos meses frios!! Sei que tenho falado muito no roxo em termos de maquilhagem (ou pelo menos tenho pensado muito nisso), mas o verde seco também está completamente em modo ON para mim!
Ter | 28.08.12

FALL#2: COLORS

Outro aspecto que entusiasma bastante neste Outono/Inverno é a paleta de cores que se re-introduziu (porque nem sequer se pode considerar uma grande novidade tendo em conta a última década). Depois de um Inverno em modo preto e branco (com as típicas pinceladas de tons terra), e de um Verão com sabor a lima (o meu tom preferido nestes últimos meses, sem dúvida), estou pronta para inserir novas tonalidades.



Em primeiro lugar FRUTOS VERMELHOS.

Nesta paleta de cores a minha preferência vai para: vermelho escuro, borgonha (ou cor-de-vinho) e roxo escuro.

Shopping: Se falarmos em peças concretas em que penso investir, devo dizer que -no geral - sou fã de acessórios e vestidos, mas as lojas ainda não apresentam nada que me entusiasme particularmente.
 

 
Seguidamente temos as tonalidades de VERDE.

Já aqui disse várias vezes que o verde não fazia parte do meu guarda-roupa até há bem pouco tempo, mas entre uma peça e outra (creio que não conto mais de quatro no total) comecei a gostar cada vez mais. Nesta estação as sugestões passam pelo verde-seco (bem ao modo militar, o qual já tenho referido) e o verde metalizado.

Shopping: Com o verde vale tudo, desde que seja ao nosso gosto. No verde-seco sou fã de casacos e camisas, e no verde metalizado vale uma saia ou um acessório (um colar, por exemplo).
 

 
Finalmente, BRANCO E ROSA.

São os que menos me entusiasmam, não porque as criações não sejam lindíssimas (Dior e Jil Sander são das que mais gostei nesta estação), mas porque esta palete faz parte do meu quotidiano desde... bem, desde sempre! Ou seja, não conta como uma grande novidade para mim.

Shopping: Sou suspeita, para mim rosa é tu-do! ahah Mas no tom que apresentam esta estação quero muito um vestido ou uns sapatos (género dos que postei aqui e aqui). Quanto ao branco, acho que camisa branca é sempre adequado, mas também vale muito um vestido de manga 3/4 - adoro que o vestido branco tenha deixado de ser peça exclusiva de Verão.



Quais são as vossas preferidas??
Ter | 28.08.12

ORGANIZAÇÃO E BOAS COMPRAS #2

Com o acesso 24/7 à rede, e com todas as novidades e colecções disponíveis online, é normal que o consumo - ou pelo menos a vontade de - aumente bastante. Por outro lado surgem "ferramentas" que se prestam a ajudar na organização destes nossos desejos consumistas.

Há uns meses estava fã do Fashiolista, mas acabei por me render ao Bling! Este site - simples e eficaz - tem acabado muito com a minha necessidade - maníaca - de fazer listas (neste caso específico, roupa e afins). No Bling a organização divide-se entre WISHLIST e PURCHASES (ou seja, o que se quer e o que se compra, sendo que se pode passar itens da primeira para a segunda), e consequentemente a necessidade de postar aqui no blog listas e listas diminui.

Para quem não tem conta, fica aqui um cheirinho do que ando por lá a fazer...

Seg | 27.08.12

ORGANIZAÇÃO E BOAS COMPRAS!


Quanto mais organização e método, melhor. Em tudo! Eu sei que aqui falamos de "Zara/H&M" e não de "EDP/PT" (ou seja, contas das sérias), mas da mesma maneira que acho que é muito - muito - fácil ir ao supermercado e gastar o dobro do que tínhamos na ideia, também facilmente olhamos para os talões de lojas de roupa acumulados durante uns meses e percebemos que se gastou mais do que era necessário, e muitas das peças - afinal - nem valiam muito a pena!

Ao raciocinar sobre este assunto - possivelmente enquanto fazia uma lista!!! - cheguei à conclusão que o segredo pode não estar só num orçamento específico (porque este pode sempre ser mal gerido, ou até mesmo porque ter dinheiro não significa uma boa compra/investimento), mas também na limitação da quantidade.


Quando atingimos aquela fase em que os verdadeiros essenciais já passeiam pelo nosso armário, tudo se torna mais fácil. Eu posso não ter tudo quanto quero, mas orgulho-me de contar com um guarda-roupa limpo, arrumado e - relativamente - completo. O primeiro passo para conseguir isto foi, acreditem ou não, livrar-me de imensa roupa que tinha! Sem sentimentalismos e de forma quase radical, fiquei com imenso espaço, com uma arrumação melhor, e muito mais funcional (para quê olharmos todos os dias para coisas de que não gostamos/não nos serve/não está em condições de ser usado?!).




Dito isto, cheguei à conclusão que um closet composto (pelos essenciais que escolhemos - cada um pense nos seus, não há tem-que-ter) deve ser preservado e mantido AWAY de entulho. Isso significa, menos quantidade possível. E a fórmula a que cheguei foi de um máximo de três peças por mês, que inclui tudo, de roupa a sapatos, a qualquer tipo de acessório (inclui cabelos).

Isto não é um desafio: roupa e compras são uma espécie de recreio-para-adultos e, desde que se tenha noção da nossa realidade (o dim-dim e as tais contas) acho que não tem que ser levada tão-a-sério; é uma teoria que quero testar e ver como corre. Uma coisa é certa, este ano não andei muito longe desse número e - como já disse - nunca tive tudo tão organizado e completo como agora!

[imagens:  Northern Light e Sincerely, Jules]



Dom | 26.08.12

REISSUE VALENTINO - OU, ZARA STRIKES AGAIN!

O que seria melhor do que se inspirarem num modelo já de si bonito, tirarem o que dele já enjoa nesta estação, e lançarem numa altura ideal ao meu gosto? Assim se explica o que sinto por um sapato - what else - que a Zara lançou este mês.

Estava em Roma quando vi pela primeira vez, e morri de amores. Não consigo parar de associá-los ao famoso modelo da colecção Fall 2010 de Valentino - pelo qual eu, na altura, nem morri de amores (se bem se lembram) - mas sem um detalhe que, apesar de dar bastante graça ao original, já não consigo ver nas lojas fast-fashion: as tachas.

Já há uns meses que tinha o desejo de encontrar um sapato ao género mulle (postei aqui), e este realmente 'encheu-me as medidas' por completo - ainda por cima o salto é do tamanho ideal para que o sapato seja confortável (para mim, pelo menos)! E a cor? Acho que nem preciso comentar, 'né?


Sex | 24.08.12

DICAS ROMA

Não vou aqui fazer um roteiro, nem nada do género. Mesmo que quisesse não conseguia porque esqueço logo o nome de 90% das ruas onde estive, e de 90% dos sítios onde comi. A minha memória é muito boa, mas muito selectiva - no mau sentido.

Ainda assim não podia deixar de partilhar a experiência - que em parte correu tão bem graças às vossas dicas (que foram impressas, sublinhadas e com notinhas, juro!!). Para vos situar: fui numa Quinta-Feira logo de madrugada, e só voltei na Quinta-Feira seguinte ao fim da manhã. Desses dias estive sempre em Roma, excepto Terça-Feira que visitei Florença. Aqui vão as mini-dicas:

?


Não ir em Agosto | Nem a Roma, nem a lado nenhum! Depois desta viagem, jurei a mim mesma que não volto a viajar para fora em Julho/Agosto, a não ser que não tenha mesmo alternativa. É calor a mais (passei muito mal, e a viagem torna-se muito menos produtiva), é confusão a mais, e - ainda mais importante - acabamos por só conhecer a parte turística dos sítios.

Não fazer dieta | Nem sequer pensar em: quilos, calorias, colesterol, etc etc. É crime ir a Roma e não comer (que nem uma 'besta', perdoem-me a expressão). Tentei aproveitar ao máximo, e o estrago só não foi "pior" porque o calor impedia que tivesse muita fome.

?
O que comer | Pizzas, gelatos, massas (vale todo o género, e acreditem: variedade é coisa que não falta), e saladas. Atenção aos preços, olho no aspecto da comida (muitas vezes a comida é congelada, e isso é o mesmo que comer cá em Portugal. Dá para comer bons pratos feitos na hora, por preços bastante razoáveis), e muito cuidado com as famosas taxas. Há de tudo - de serviço (ponto!), de esplanada, de talheres. Leiam bem os menus.

Água | Nem pensem muito no assunto. Basta ter uma garrafa por pessoa, e há fontes um pouco por todo o lado com água fresquinha.

Taxas&Aldrabices | Além da comida prestem atenção no Hotel. Paguei 2 euros por dia e por pessoa, mas esta taxa só é apresentada no fim da estadia (e é uma "taxa municipal", por isso não há como fugir). Além disso, cuidado com os romanos, são um povo muito manhoso... A começar pelos famosos mascarados de Gladiador etc. "Fujam" deles, porque basta uma foto e são logo obrigados a pagar 5 euros.

Roma Pass | Vale muito a pena! Visitei o Coliseu e Ruínas do Fórum Romano, e o museu Capitolino - sem filas, sem preocupações. Neste momento já custa 30 euros, e inclui duas entradas em museus à escolha (não inclui Vaticano), e ainda passe de três dias para autocarro e metro - quase não usei porque tinha imenso tempo para passear e andei sempre a pé, mas para quem vai com pouco tempo, vale a pena. Vende-se um pouco por todo o lado, incluindo nas bancas de jornais (e há em quase todas as ruas).

A não perder | O óbvio/mais conhecido podem encontrar no roteiro da Glimmer, ou no Top 10 de Roma da American Express (foram os meus dois guias). Mas fica uma dica pessoal: não deixem de visitar a Igreja de S. Clemente!! Está situada relativamente perto do Coliseu, vê-se rápido e vale muito a pena.

Duração | Três dias chegam perfeitamente para ver Roma se formos com tudo bem organizado. Quatro no máximo! Quanto a Florença, vale a estadia de um dia (ou seja, vê-se bem em 2 dias) - coisa que não fiz, e por isso vou ter que lá voltar (que chatice!!!! ahah).

?
?

Estadia | Evitem - mas evitem mesmo - ficar na zona Termini!! Que coisa mais horrível!! Eu fiquei na Via Nazionale e valeu muito a experiência. Bom ambiente, movimento, lojas/restaurantes/bares/cafés porreiros, e preços muito em conta. Estava perto de tudo, incluindo da estação Termini (mas fora do ambiente da infâme zona), que é onde vão apanhar comboios/shuttle bus (ida e volta para o aeroporto).

Shuttle Bus | A melhor invenção! É uma empresa de bus/mini-bus que faz o percurso entre o aeroporto e a estação Termini. Ar condicionado, conforto, óptimas condições, e um preço muito em conta - e estão sempre a passar. Para quem preferir táxi (não prefiram, não vale mesmo a pena), a Câmara de Roma definiu que o preço entre Fiumicino e o centro da cidade é de 60 euros (a viagem) - ou seja, ao contrário do que acontece em cidades como Paris, aqui há um preço definido, e assim não há surpresas à chegada.



Roma é um dos sítios que sempre quis conhecer, e por isso esta foi uma viagem muito especial para mim. Tentei aproveitar ao máximo, e trago de lá as melhores recordações - na melhor companhia possível! 3 p="p">3>
Qua | 22.08.12

EU E... DETALHE!

Desde sempre que contei por aqui - e com orgulho - que este blogue surgiu não só da vontade de escrever e de conviver, mas também por inspiração do It Girls, de Ale Garattoni.

angelica Blick
Foi o "meu-primeiro-blogue", e desde 2008 que o lia todos os dias, sempre com imenso entusiasmo. Na altura, o 'It' era all about moda e beleza (sendo que agora - na sua segunda fase de existência - se foca em carreira), e sempre foi dos poucos cujo conteúdo me interessava a 100%.

É também desde essa altura que tenho, numa das portas do guarda-vestidos, prints de alguns dos posts que mais me inspiravam, nomeadamente os posts "Aprenda com...". E nem depois da autora lançar um livro (oferecido por uma querida amiga), que já li e reli mil vezes, retirei os prints. Sabe bem, de quando em vez, deparar-me com uma leitura que não pára de acrescentar algo ao meu espírito, ainda que a matéria seja a mesma.



Se há algo em que concordo totalmente com Ale, e que interiorizei muito à conta das leituras que esta me proporcionou, isso será o poder do detalhe. Seja na escrita, seja na vida profissional, mas - especialmente (porque é esse o tema que abordo no blog) - no que usamos. É a minha filosofia. Posso ter algumas peças com estampas que dão no olho (poucas), ou outras tantas mais trabalhadas, e ainda alguns vestidos mais 'compostinhos' (cada vez menos), mas a verdade é que o  trhill de fazer combinações - para mim - é mesmo tornar a tshirt branca mais básica ou os jeans gastos num mix poderoso, graças a acessórios.

Em termos de consumo, são o meu vício. Desde ganchinhos e acessórios de cabelo, a sapatos, passando por lenços ou cintos, sem esquecer as malas (my fav one) ou a maquilhagem. Tudo o que 'acessoriza' um visual conta. Tudo o que faça magia acontecer é bem vindo. E não se esqueçam, é uma forma de renovar o guarda roupa de forma económica (sei que a ideia é cliché, mas é tão verdade!).

O mais recente vício prende-se com bijoux ao modo jóia, especialmente brincos. Mas outra das coisas que me atormenta a conta, é mesmo o calçado da Zara. Como dizia ontem no Facebook, quero comprar tanta coisa, que o tenho feito é não comprar nada!


Outro tipo de detalhes que não devem ser esquecidos: costuras no lugar (pontas de linha a sair dá logo ar de desmazelo); roupa direita (eu andava sempre com as golas das camisas de qualquer maneira); peças engomadas; sapatos limpos; pele do rosto bem tratada; cabelo e unhas arranjados; pele hidratada; sorriso nos lábios e palavras gentis.

Oh My Vogue
Ter | 21.08.12

FALL#1: KNEE HIGH BOOTS


Eu sou louca por mudanças de estação, por comprar as revistas gordas, cheias de suplementos de moda e beleza, pela novidade!! "September is the January of fashion", diz Candy Pratts Price no 'The September Issue', e digo mais: para mim não só é Janeiro (o sentimento de começar de novo), como também é uma espécie de Natal, tanto é o entusiasmo que tenho por devorar as edições de Setembro!

Hoje começa uma série de posts sobre o que mais me cativa nas novidades para o Outono/Inverno, que - parecendo que não - está mesmo aí à porta!


Começamos pela novidade que mais entusiasmo me trouxe - o regresso das Knee High Boots [ou, em bom português, botas de cano alto]. Seleccionei algumas imagens de inspiração:


Nos desfiles rtw de Outono/Inverno, sem dúvida que o modelo que mais chamou a minha atenção foi o de Alexander Wang. I mean, são perfeitas! É o género de bota que vou procurar nas lojas - sendo que Wang está fora de orçamento, pois claro.

Para inspiração street style escolhi um visual de Christine Centenera. A editora de moda da edição australiana da Harper's Bazaar combina - com a pinta que lhe é inerente - umas botas de cano alto Givenchy com um vestido de manga comprida, em malha trabalhada. Adorei a conjugação do comprimento da saia com o das botas - e estou desejosa de experimentar combinações do género.

Debaixo de olho está o modelo preto da Zara (amor à primeira vista, lembram-se?), mas para quem preferir fica também um modelo raso em camel (a minha cor preferida para botas rasas).



E vocês? Entusiasmadas?
Seg | 20.08.12

ANIMAL&GOLD


Se tivesse que definir um amor de Verão, certamente diria strappy sandals. Que bom foi - para mim - finalmente conseguir usar um modelo que tanto gabei na minha infância, ao ver as top-models (classic 90's) a desfilar com elas calçadas, ou até mesmo Carrie Bradshaw a passear com as suas por NYC - mesmo quando, supostamente, eram 'so last season' - ou até mesmo ver a minha irmã com umas. É aquele género de sensação do "chegou-a-minha-vez"!!

Admito que, apesar do pan-dam que fiz por aqui, usei muito pouco estas sandálias. Em parte por preguiça, em parte porque..... Não são assim tão confortáveis. A qualidade é má, e ao fim de uns tempos, parece que tenho a palma do pé a arder. Ou seja, para mais de uma hora não dá para usar. Mas no Sábado usei. Por mais de uma hora. E cheguei a casa com os pés numa lástima. Mas valeu a pena!

E a combinar, the usual. Tshirt branca, saia de napa preta. Para animar o conjunto usei a minha beloved clutch em pyhton e um relógio dourado (e douradas também eram as unhas, que estão pintadas com o delight). 



Sex | 17.08.12

Converseta com... Claudia Simão

A Maybelline New York Portugal anunciou no mês passado, com muito orgulho, Cláudia Simão como a primeira Maquilhadora Oficial local da marca, que encarna na perfeição a filosofia trendy da marca.


‘A Cláudia é uma maquilhadora talentosa e perfeccionista. A sua paixão pela maquilhagem e pela cor, a par da sua doçura e fácil empatia, contagiou-nos! Acreditamos que, com a sua colaboração em workshops, tutoriais e outras acções pedagógicas, vamos tornar a maquilhagem um gesto natural diário para todas as mulheres portuguesas’ [Marie-Laure Suzor, Make up Business Unit Manager]


Para a maquilhadora, esta é uma missão apaixonante: ‘Estou entusiasmada! Quero simplificar rotinas de maquilhagem aparentemente complicadas, partilhar dicas e truques de aplicação… Tudo para que as mulheres se sintam ainda mais jovens, confiantes, com muita atitude! Para que se sintam muito Maybelline!'.


Assim que li a press com esta notícia, e em especial esta citação da Cláudia, não resisiti a fazer-lhe umas perguntinhas para partilhar com vocês:



O mundo da maquilhagem é... Um mundo magnífico, de cor e diversidade. É impossível ficar-se indiferente.

O baratinho indispensável... A máscara Colossal Volum’ Express, os batons Hydra Extreme, as bases Affinitone e os vernizes Colorama! Para um look low cost mas muito trendy.

A extravagância necessária... Guardar um tempo durante as férias/folga/fim-de-semana para descansar, cuidar da pele e treinar a maquilhagem que mais nos favorece!

Poção mágica de beleza... Uma pele previamente limpa e desmaquilhada, e uma boa noite de sono.?
Qui | 16.08.12

NOT SO SUMMER MOOD

Já lá vão os dias em que só pensava em chinelo no pé e bikinis até Setembro. Agora é mais do género: conforme acabam as férias sinto que acaba o Verão - não sei se sou a única (se não for, acusem-se). Ou pelo menos já não há aquela vontade louca de ir a correr à praia no primeiro segundo que tenha livre, ou o prazer de calçar um par de Havaianas (what else?) assim que o dever acaba.

O facto de termos acesso às colecções de Outono cada vez mais cedo (e, consequentemente, mais interesse em sabermos tudo com a maior antecipação possível) também influencia um pouco isso - afinal desde Janeiro que se fala em Primavera-Verão aqui no blog!

Por isso diria que este look, muito mais que um look de Verão, é sim um look-transição...


All-Star | Camisa Branca | Saia de Napa - os eternos alidados!! (sim, os All Star são recentes, mas já não vivo-sem)

Pág. 1/2