Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Ter | 30.10.12

CONSUMO EM CRISE: A Regra dos Quatro


Seja porque as prioridades se trocam - e não podemos ter tudo ao mesmo tempo - seja porque surgem novas coisas na vida (uma mudança de casa, um filho)... O certo é que muitas pessoas à minha volta estão a consumir cada vez menos "moda" em prol de outras coisas.

E não devo ser a única a notar isso... Entre cortes e medo de mais cortes (ou até mesmo algo mais radical, como o desemprego), acho que não há quem não pondere os hábitos de consumo.




Devemos encarar isso como uma "tragédia"? Não! Eu prefiro encarar como um desafio à minha criatividade. Mais uma vez repito o cliché: o consumo reduz-se, mas o estilo não se compra. Aliás, conheço imensas pessoas com toneladas de estilo [próprio] e invejável, que consomem pouco mas bem (muito bem até).



Sugestão:


Porque não criar algumas regras, básicas e flexíveis qb? Uma delas - que espero seguir em breve - é a dos quatro. Não, não voltei atrás e dizer que em vez de três peças por mês se devem comprar quatro! Mas sim, quatro peças por estação. De onde vem o número quatro? É uma equação (!) simples: um acessório (optar entre uma mala boa ou uns sapatos), uma parte de baixo (saia ou calças, como preferirem) e duas partes de cima (blusa, camisa, vestido, dentre desse género).



Extras que não entram na equação: roupa para ocasiões formais, roupa interior (meias, cuecas, collants, soutiens), a eventual bijuteria (que nem deve ser consumida em excesso, mas cada uma sabe o que gosta de usar), e peças como tshirt branca de algodão (esse género de peças que não podemos ficar-sem).




Se não concordam - ou não se identificam totalmente - com a minha equação, então pelo menos inspirem-se na ideia e no "mood" e criem as vossas próprias regras (que se adaptem à vossa realidade).

Na verdade é tudo uma questão de gastarmos o menos possível e, ao mesmo tempo,  nos sintamos satisfeitas e contentes com o que vemos quando abrimos o guarda-vestidos!



Giveaway perfume Glam Star, da Custo Barcelona - AQUI