Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Sex | 02.11.12

CONSUMO EM CRISE: Os Básicos

Ainda ontem vi uma frase no Facebook da Ale Garattoni, que falava sobre o facto de hoje em dia ter deixado de fazer sentido no mundo da moda de chamar algo de certo ou errado (bem ao género do que escrevi neste post). Tudo isto me fez pensar na questão dos básicos que devemos ter no nosso guarda-roupa, e no hábito que ainda existe de considerar certas peças universalmente-obrigatórias... Já não faz sentido (se é que algum dia fez).

Existe um motivo para gostar especialmente dos livros de Nina Garcia (já falei sobre os quatro aqui): adoro o facto dela partilhar conhecimento e dicas preciosas, mas sem aquela pretensão do "tem-mesmo-que-ter-assim".


Então, como conhecermos os "nossos básicos"? Well, é um exercício difícil - principalmente na juventude. Eu acho que até uma certa idade é normal que hajam fases, e isso dificulte o acto de construir um guarda-roupa com bons básicos: ou porque temos fases em que só compramos peças de noite, outras mais desportivas, outras mais clássicas, outras mais girly, ... Acho que é saudável passarmos por tudo isto, e explorarmos as nossas vontades. Mas... E quando ultrapassamos "as fases" e nos deparamos com um orçamento reduzido, espaços por preencher e muita vontade consumista? Eis algumas ideias:


REORGANIZAR | Criatividade em mod-on e fazer uma revisão minuciosa ao guarda-roupa. Organizar tudo de forma prática, com montes como: ficar, guardar para uso futuro, vender, dar, mandar arranjar/alterar.

INVESTIMENTOS INTELIGENTES | Vivemos numa altura em que, felizmente, já não é preciso "largar uma nota preta" para termos peças giras, actuais e de qualidade (que duram anos e anos). Por exemplo: as malas da Zara são óptimas (mesmo!) e custam quase todas menos de 100 euros (o mesmo para casacos e sapatos).

AFINAL QUAIS SÃO OS MEUS BÁSICOS? | Há muito boa gente que não gosta de trench coats, que não morre de amor por jeans, e que não sonha com uma classic flap da Chanel. O exercício é mesmo pensar no tipo de peças que usamos sem parar, ou nas que achamos que vamos usar, e partir daí.

APROVEITAR OS DESEJOS CONSUMISTAS | Truque velho, e este sim aplicável a quaaaaase todas: quando bate aquele desejo de ter algo novo "porque sim" (há dias que não há como fugir), o truque é pensar nas pequenas coisas: umas collants diferentes, uns brincos ou um anel, um colar statement... Por menos de 20 euros conseguimos um mimo, que vamos poder usar com grande parte das roupas que já temos e - ainda por cima - vai dar-lhes um "upgrade".

PASTA INSPIRAÇÃO | Com tantas páginas no Facebook, blogs, sites, nada é mais fácil que criar uma pastinha e ir colocando por lá todas as imagens que nos inspirem: visuais, conjuntos, acessórios, detalhes, o que seja! É fácil fazer, e tem efeitos mais que positivos.

Giveaway perfume Glam Star, da Custo Barcelona - AQUI?