Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Ter | 20.11.12

Gala Gonzalez's Pumps

Não fiquei fascinada com a colecção da Gala Gonzalez para a Mango Touch, mas - como sempre - houve algo que gostei. E não poderia deixar de ser um par de sapatos.


Imagem: Mango

Acho que não seria capaz de pagar os quase 100 euros que custam, no entanto não posso deixar de apreciar a imponência, o quando gosto de ver a plataforma ao género Charlotte Olympia com os detalhes de estilo barroco. Tinha tudo para ser exagerado, mas eu gostei bastante do resultado final.


E vocês?
Ter | 20.11.12

CONSUMO EM CRISE: Resistir

A julgar pelo título da rubrica desta semana, até diria que é um epi de Revenge ou assim. Mas não, hoje vamos falar de truques&dicas para RESISTIR ao sentimento de consumo-parvo. Ora bem, e o que é consumo-parvo? Comprar algo que não vamos usar (muitas vezes).


Em primeiro lugar, QUAIS OS ERROS A EVITAR? Alguns já os sabemos de trás para a frente, mas outros nem tanto. Por isso, recapitulemos:

Camille Over the Rainbow
TAMANHO ERRADO | Nem que custe 2€, só vale a pena se o tamanho for acima e existir maneira de arranjar na costureira (e não tire a etiqueta até falar com a mesma). 

TENDÊNCIA? | Tudo em busca do último grito, e às vezes nem se pára para pensar "será que isto faz sentido em mim?".

EU E 20.000 | Não há como negar. Até posso gostar de uma certa peça, comprar e prometer amá-la até ao fim da vida. Mas basta sair à rua e ver 10.000 pessoas com a mesma peça, e outras 10.000 com uma "inspired" que me passa logo o encanto.


PRECISO, PRECISO, PRECISO | Contra mim falo, mas basta ver algum clique street style com uma peça de que goste e isso torna-se, de imediato, uma necessidade urgente do meu guarda-roupa.

GOSTEI, FICA ÓPTIMA, MAS... | Outro clássico é comprar algo que sim sra é muito bonito, sim sra fica muito bem, mas que não temos onde nem como usar.



Agora resta-nos saber COMO EVITAR:

LISTAS DAS VERDADES | Existe espaço para uma wish list, mas depois também devemos ter a "verdadeira lista". Istó é algo que tenho tentado praticar - e que até já partilhei no fb - que é: desligar computador, afastar o tlm, arrumar as revistas bem longe, deixar passar uma hora, dar uma vista de olhos pelo guarda-vestidos e depois escrevê-la em papel - só com o que está na cabeça, sem auxílio de anúncios ou do site da Zara!! Assim conseguimos uma lista do que realmente queremos/precisamos.


TMR
DEIXAR PASSAR UMA SEMANA | Outra prática que tenho tentando (e conseguido) é de não comprar de imediato. Ver online/loja, experimentar, deixar por lá, pensar em casa, e então depois decidir se compro ou não.


PREFERIR QUALIDADE A QUANTIDADE | Algumas coisas podem resultar (comigo é bijuteria), mas na maior parte não resulta. Uma coisa é a "qualidade-acessível", mas outra é preterir um par de jeans de qualidade por dois ou três pares que não vão durar tanto (e, provavelmente, não vão asentar tão bem). Na qualidade está um bom guarda roupa, e não no "entulho" e na confusão.



TENDÊNCIA DO DIA | Se gosta, compre. Mas se é a peça da moda pense: "será que o facto de ver '20.000' pessoas com a mesma peça me vai fazer enjoar?" - se a resposta for sim, ou houver dúvidas, então deixe ficar na loja.

Outra questão da tendência-do-dia: lá porque gosta, não vale a pena comprar um de cada cor. Ok, gosta de ténis com plataforma? Invista numa cor que goste/combine e está mais que bom.


A IDADE | Rara é a peça que dá para todas as idades, mas acho que há muito boa gente que faz por esquecer este detalhe: as miúdas cada vez se vestem mais à "senhora", e as senhoras cada vez querem parecer mais miúdas. Quando experimentarem algo não olhem só para a peça em si, e visualisem tudo - tipo de corpo, idade, estilo, e cenários. Porque posso gostar imenso da ideia de ter uma mochila-toda-moderna, mas o certo é que não teria um único sítio onde a usar.