Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Qua | 09.01.13

Transição (parte II)

Desde que comprei esta tshirt e estes calções, que ando super entusiasmada com as maneiras de os combinar (que são, basicamente, infinitas).

Vão acompanhar-me nos dias frios, nos amenos, nos quentes, enfim... Já foram promovidos a "queridinhos", e já estão em modo uso-intensivo.


Hoje trago-vos a combinação mais óbvia:



Short+tshirt+blazer+shopper(mais formal)+basic pumps



Quem disse que as coisas simples não podem também ser as mais bonitas?

Claro que não digo que, ao fim-de-semana, não acrescente a minha clutch phyton, ou os botins taupe, ou os brincos da pantera, mas o 'mood' é assim, simples e fácil!!
Qua | 09.01.13

CONSUMO EM CRISE: As ditaduras de consumo, o entulho e o estilo!

Que título tão grande, e - provavelmente - tão confuso! Mas hoje decidi debruçar-me sobre uma realidade que paira muito à minha volta - cada vez menos, é certo - e que me causa alguma... Aflição?! Talvez seja outra coisa, que não aflição, mas sei que não é bom.

Com a emergência da internet e das cadeias fast-fashion (meaning, baratxinhoooos), aliado aos tempos das "vacas gordas", o mundo da "classe média" (odeio este termo, mas acho que é o mais apropriado) entrou num entusiasmo consumista que parece não ter fim.

E, enquanto foi efectivamente tempo de vacas gordas, achei o sentimento perfeitamente normal e aceitável - afinal não podemos levar o dinheiro para debaixo da terra, right? Mas quando entramos numa crise que parece não ter fim à vista, que - claramente - veio para ficar, preocupa-me que ainda hajam pessoas que gastam o que têm (e, tantas vezes, o que não deviam) para conseguirem "ter tudo" o que "está na moda".


Sinto que a globalização, e tudo o que veio com ela, nos abriu portas de modo a podermos fazer um consumo mais inteligente e poupado, mas por outro lado se criou toda uma "ditadura de consumo", ao qual as pessoas sentem que têm que obedecer!

Têm que ter todas as peças com tachas, todo o tipo de peplums, 3 ou 4 pares de ténis com plataforma, e mil batons. Curiosamente, ou não, são sempre essas as pessoas com um estilo menos pessoal, mais confuso, e menos inspirador!

Continuo na opinião de que, com ou sem crise, o dinheiro de pouco nos serve se não o aproveitarmos. Mas sair a correr para comprar a última moda, só PORQUE SIM, não é aproveitar nada, é deitar à rua!


Já aqui disse, milhões de vezes, entulho no guarda roupa é meio caminho andado para a confusão visual.