Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Dom | 06.03.16

O OUTONO DE CÉLINE










Não foi o único desfile da PFW que me deixou:
1 // naquele "xitex" típico de fashion weeks.
2 // a desejar que chegue o próximo Outono (mas com a devida calma, claro. Preciso de sol e calor!!).
3 // mega inspirada.

Mas é este "o" desfile de que gosto de falar aqui no blog, que gosto de dedicar um post, que realmente vejo todos os detalhes, analiso tudo, pesquiso pelas # no Instagram, and so on. Tornou-se, ao longo destes últimos anos, "a" casa/colecção que mais me inspire (mesmo que não consuma directamente nem adopte a maior parte das tendências propostas).

Adiante, vamos falar do Outono de Céline?

1. Sim, as mariconeras estão de volta. Quero, quero, QUERO!!

2. Branco & preto (the usual) + tons de pele. Irresistível.

3. Excepção dos cortes a direito e oversized para algumas peças com plissado.

4. Os vestidos sobre calças vieram mesmo para ficar. Tudo muito fluído.

5. Os acessórios não têm grande relevância (apenas os cintos), sendo que o melhor truque de styling é feito com... As mãos. Que segurem no casaco ou na mala (mesmo, e especialmente, não sem um modelo "de mão").

6. Os casacos rondam sempre modelos de capa - adaptada à estética, tão característica, da marca.

7. Os sapatos são bicudos (incluindo o corte que assenta no peito do pé).

8. Maquilhagem, um pouco "mais do mesmo" - natural grau mil (para mim, até demais). Quanto ao cabelo, foi dos que mais gostei - ou rabo de cavalo muito natural (despretensioso), risco ao lado ou risco ao meio. Sem grandes invenções (again, as usual).


Dom | 06.03.16

SPRING REPORT


A Zara mostra-nos, mais uma vez, porque é a "líder" no seu segmento. Não se trata de saber "what's hot & what's not", mas também saber como comunicá-las - como fazer-nos desejar tudo e mais alguma coisa, desde o que sempre gostámos ao que pensámos nunca gostar.

Next step? Ser ela mesmo a criar, definitivamente, tendências. Tem meios (financeiros mas também humanos) para isso.


Adiante, refiro-me ao Spring Report, que interpreta, na perfeição (na minha perspectiva. vale o que vale) as tendências mais fortes da estação:

Riscas, riscas, ricas. Mais grossas e mais finas, pretas ou azuis, horizontais ou verticais. Combinadas entre si, o resultado perfeito!

Flores + Prints Geométricos. A solo ou combinadas. Sem medos. Num mood desportivo (come on, bomber jacket) ou mais feminino. Sem esquecer os 70's, que ainda predominam nesta estação (not for long, i'm guessing).

Rock & Grunge. O rock está sempre presente, aqui e ali (Saint Laurent, por exemplo, never let's it go). Já o grunge, vai e vem, em curtos espaços de tempo. Mas, na verdade, nenhum dos dois fica totalmente out.

Boudoir. Nesta estação, a roupa-interior-que-virou-roupa-exterior vem com um toque romântico e hippi-chic (pensem em Chloé). Menos sensualidade (pretos, rendas e afins) e mais tons pastel e detalhes trabalhados (estilo bordado inglês). O que se mantém? O cetim.


Para ver (e ,quem sabe, comprar), aqui.