Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Qua | 21.02.18

TRABALHO EM MODA, LOGO SOU FÚTIL



É o escândalo da semana. O Observador fez um artigo/reportagem sobre o "desaparecimento" da empresa tão conhecida no mundo dos blogs/imprensa digital "Chic by Choice". 

Claro que sendo eu uma "pessoa digital" (profissional e pessoalmente), fui ler com bastante curiosidade. E, antes de mais, este post não é sobre o artigo. Até porque não consigo ter uma opinião formada. Fui contactada e estive lá em Novembro a experimentar vestidos para um casamento e foi o único contacto que tive com a empresa. Não sei grande coisa do antes, do durante nem do depois, e o Observador não conseguiu testemunhos nesse sentido (e que pena ninguém "oficial" ter nada a dizer, nem depois do artigo ser publicado), apenas recolha de factos por investigação ("apenas" como quem diz).



Adiante, claro que isto foi comentado em todo o lado. Entre amigas, entre profissionais, nas redes sociais. E, claro, não resisti a ler os comentários ao artigo e nas redes sociais do Observador. E é aqui que bate o ponto (e, por ponto, entenda-se este post).

Além do "com certeza que são umas filhinhas de papás com bons padrinhos"; o segundo tipo de comentário que me saltou à vista foi "mas quem é que empresta dinheiro para uma empresa de vestidos??" ou "realmente, alugar vestidos é mesmo algo que é preciso".

E foi aí que me saltou a tampa. E me saltou uma asneira que estou a fazer um esforço gigante para nem colocar por escrito. É aquela que começa por F.



Tenho este blog desde 2009 (mesmo tendo formação superior na área de Gestão) e, desde aí que, pouco ou muito, tenho trabalhado na área da Moda e Beleza. Aliás, nos últimos anos, tenho o privilégio de trabalhar a 100% na área. E, se vocês (leitoras que trabalham em outras áreas), SONHASSEM quantas vezes levamos com este tipo comentários. Nem que estes sejam não verbais - sentimos aquele olhar, aquele estigma. Quem tem um blog, então! GEEZ. Pobres coitadas que só sabem falar de trapos e gastar o dinheiro todo em compras. Que só se sabem ver ao espelho.

People, please STOP doing this!!!!


Eu, ao longo destes 30 anos (mas contando apenas os últimos 15, nos quais tive discernimento para este tipo de conclusões), já conheci pessoas muito fúteis e pouco fúteis. Interessantes e desinteressantes. Querem que eu vos diga de que área são? Nem vale a pena, sabem porquê? PORQUE NÃO TEM NADA A VER. Interesse e desinteresse há em todas as áreas. Futilidade e deslumbramento, também. Oh, se há!


E depois... Que mal tem criar um negócio de aluguer de vestidos? Se fosse de aluguer de carros fazia mais sentido? Porquê? PORQUÊ? Porque é que tudo o que está ligado à Moda (e, em parte, à Beleza) tem de ser automaticamente uma coisa sem importância?


A maior parte das pessoas (felizmente) preocupa-se com o que veste, todos os dias. Gosta de se vestir, de se arranjar, de se sentir bem. E sabem todo o trabalho que está por trás disso? Acham que os moldes e as peças se criam, cortam, distribuem e vendem sozinhos? Porque é que tem de ser "um disparate", uma cena de miúdas parvas sem nada na cabeça? (já nem vou abordar o estigma em relação ao que se diz dos homens, que isso faria esticar muito mais este post). 


Mais do que me revoltar e enervar (que, claramente, também faz), o que este tipo de comentários me dá mais é pena. Porque, se pensarem bem, the joke is on you, pessoas que ainda não atingiram que esta é uma área que mexe não só muito dinheiro, mas também (e aqui bate o ponto) com muito talento e inteligência.
Qua | 21.02.18

MY FAVORITE STATEMENT PIECE


Apanhei esta peça nos finais dos finais dos saldos da Zara. Esta temporada de saldos foi um regabofe para o meu guarda-roupa (vou arrepender-me nas mudanças que se avizinham!!!), mas sempre na base da certeza absoluta. Menos mal, certo?


Assumindo esta peça como a última da época, decidi falar um pouco sobre ela. Não tanto em específico (porque ela já nem existe no site), mas no geral.



Casacos, a minha perdição. Casacos oversized, o meu statement preferido. 


De facto que, a par dos sapatos, os casacos se tornaram a minha peça preferida para dar destaque e refrescar os conjuntos de todos os dias (esses sim, sempre na mesma base). Além dos básicos (sobretudo camel, trench coat clássico, blazer preto, casaco de ganga com um design mais masculino), existem muitos modelos a cada temporada perfeitos para dar um UP nas combos jeans + camisacalças pretas + t-shirt.

E não se foquem apenas na cor e nos padrões (e texturas). Este trench oversized com um acabamento meio acetinado é a prova disso: vêem como faz toda a diferença? O facto de ser fluído e comprido qb.