Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Sex | 30.11.18

CASHMERE ISSUE

580ECB9B-3D3B-48AE-B434-1187A4970466.jpg

 

Este fim-de-semana, a propósito de uma sessão de um "Q&A" pelo Instagram, surgiu o assunto Caxemira - e acho que foi dos temas que mais gerou interesse da vossa parte. Por isso, e porque na semana passada recebi um presente incrível, nada como um post sobre caxemira!

 

Em primeiro lugar: existem várias qualidades de caxemira - é por isso que os preços diferem tanto de marcas para marcas (e que permite à high street ter modelos neste material). Não só porque automatizam a produção (como o fazem com todas as suas peças) como "poupam" na qualidade das fibras. 

Mas, no geral, a caxemira é mais cara que a lã comum. Sim, a caxemira é um tipo de lã - mas que é mais suave, mais quente e que dura mais. Como em todos os tipos de lã, quanto mais "puro" for o material, mais borboto vai criar.

 

E, sobre isso, sinceramente o meu conselho é o de entregarem a uma lavandaria de confiança - gilette e máquinas podem danificar as vossas peças! Eu tenho peças de caxemira e de mistura de lãs e gosto de todas - mas, claro, as de caxemira, além de mais quentes, têm melhor ar!

 

AD70E4C6-8030-4C42-8E2A-5530DEA466DF.jpg

 

Recebi este cardigan clássico da Caxemira.pt, uma empresa familiar da Eslováquia que, logo no email em que se apresentou, me conquistou! Junta dois elementos a que dou muito valor no meu consumo actual: são especialistas em caxemira e apostam numa produção sustentável - quantidades limitadas (apesar de terem bastantes modelos), fibras de alta qualidade e produção artesanal no Nepal (e, ainda, garantia do produto - que poderão pedir reparação). Tudo isto se nota quando se vê as peças ao vivo! Resumindo: boas peças, em modelos atemporais, que durarão muito!

Ah, e zero logos! Apenas uma peça simples e bonita. Outro ponto alto: produzem do XS ao XXXXL. #respect

 

Este não é uma colaboração - "apenas" recebi peças da marca e gostei bastante! E, se estão interessados em boas peças de caxemira, fica a recomendação. Não posso atestar a durabilidade, pois só gosto de "dar esse selo" um ano depois (pelo menos).

Fica a sugestão e, ainda, um código de 10% de desconto em todas as vossas compras até 24 de Dezembro:

 

ALEXANDRA

 

Usem-no no site (aqui) e.... Boas compras!!

 

 

Seg | 26.11.18

#5 LOOKS QUE NOS PROVAM O PODER DOS BÁSICOS

 

E porque o frio e os dias cinzentos têm o dom de nos cortarem completamente a inspiração e a capacidade de pensar fora do fácil-de-todos-os-dias, nada como um post de boas ideias para usar os nossos básicos preferidos (ou, pelo menos, os meus).

 

 

Sweat de caxemira (ou malha) às costas ou a tiracolo - e, sim!, vale por cima do sobretudo!

 

 

 

 

Really oversized blazer e/ou xadrez - tive a sorte de ter parceria com a C&A este ano e, numa ida à loja, descobri o blazer xadrez mais que perfeito. E, claro, trouxe no tamanho maior! É uma das minhas peças preferidas.

 

 

 

 

Trench oversized - sim, vivemos numa era (ou, "eu estou num mood" de) peças muito oversized. Gosto, sinto-me confortável e gosto mais. Adiante, oversized ou não, o trench é uma das peças mais elegantes e bonitas que podemos ter no nosso guarda-roupa!

 

 

 

 

Chapéu - olhei para esta imagem e só pensei: "porque é que não uso chapéus no Inverno?". A sério, porquê? Já ando cansada de gorros e os chapéus à la marinheiro merecem uma pausa em prol de um chapéu clássico. Não acham?

 

 

 

 

Riscas. E riscas com xadrez. Preciso complementar? Acho que a imagem fala por si! 

 

 

Seg | 26.11.18

O QUERO VER NO STYLISTA WINTER MARKET

 

 

Vem aí a Disneyland dos adultos que gostam de conhecer o que de melhor se faz em Portugal no que a ready to wear (e decoração) diz respeito. E eu estou no xitex habitual (nível alto, portanto).

 

Há muitas, muitas!, novidades que estou ansiosa por ver ao vivo - muitas das quais serão lançadas neste mercado! LOVE-IT. 

 

WhatsApp Image 2018-11-14 at 09.44.03.jpeg

 

A mais desejada é a da Mahrla mas, sendo limitidassíma (8 peças por modelo), duvido que consiga por as mãos nesta saia.... Mas vou tentar!!! E duvido que seja o único estrago que faça por aqui... Não está a ser fácil resistir à ideia de ter o Melody em branco (este).

 

 

 

 

A nova colecção da Juliana Bezerra também é uma das que mais quero conhecer ao vivo, sou tão tão fã da estética (e peças) da Ju. Impossível resistir!!

 

 

 

 

Também a Sienna vai ter uma colecção nova que será lançada no mercado e este jumpsuit é uma das peças. I mean, a marca é craque em arrasar o meu coração. 

 

 

 

 

Depois, a secção mais desejada por mim: as t-shirts. A Le Mot lançou novos modelos há umas semanas e estou já vou com 3 na #wl imaginária. Esta marca tornou-se uma das minhas preferidas para tshirts, não só pela estética como pela qualidade. 

 

E, ainda, a "bege tee" perfeita - algo que não tenho nem nunca vi uma que pudesse ser (minimamente) a tal, vem da Isto (na primeira imagem do post) - já ouvi falar MUITO bem das t-shirts da marca (os perfect basics).

 

 

Depois....

zoe.jpg

Uma das peças mais cool da temporada é a slip skirt em nude - e promete sê-lo durante muito mais tempo! Vale a aposta na Rust & May (que tem muitas mais peças super desejáveis).

 

 

Depois, porque nenhum Stylista Market está completo sem a paragem na Cinco...

juliette.jpg

O Juliette está na minha WL desde que foi lançado (no início deste ano) e será um "auto-xmas gift" - não acham?

 

 

Depois, existe muito mais para ver pelo mercado, como parte de criança, sapatos (Mint&Rose, Maray e - wait for it - SUPERGA!!!) e outros acessórios (como a estreia da Les Spects!!!!!, a Cat Vassalo, Carolina Curado e a Zwai), decoração e, a minha segunda secção preferida - a paparoca!!! Fica aqui uma dica de amiga (sujeita a que aumentem ainda mais a fila!!!) - os gauffres! Não me recordo o nome, mas é uma mini roulotte só de gauffres e são......... Bem, são dos melhores que já provei! Antes, claro, uma piadina ou um sushi. É para aproveitar, que um dia não são dias, certo? (este deve ser o lema geral do mês de Dezembro AHAHAHAH).  

 

Vemo-nos por lá?

 

 

Seg | 26.11.18

ESTE PROMETE SER O GRANDE COMEBACK DE 2019

 

Bem, em entrando Dezembro (ainda não, mas quase, quase), começa o xitex com as novidades (e tendências) que o próximo ano nos vai trazer. E, bem, ainda agora começou o frio à séria (aqui, pelo menos) e já está a saltar uma previsão de tendência que regressará mesmo a tempo da (próxima) meia estação.

 

Aproveitemos as baggy pants, as papper bag, as de corte a direito, etc etc, mas as clássicas skinny jeans - passados uns bons anos - vão regressar à ribalta. Quem o diz é o Who What Wear e eu tenho o feeling que não poderiam estar mais certos (como, de resto, quase sempre). 

E, depois de verem as imagens que seleccionei, aposto que vão concordar também!

 

E sabem qual acho que vai ser o modelo mais desejado? O que falei neste post

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dom | 25.11.18

2019: AS VIAGENS NA WISH LIST

 

O verbo de 2019 - espero!! - é o ir. Depois de um ano em que as viagens ficaram para segundo (terceiro? quarto?) plano por questões de logística (e prioridades, claro), em 2019 planeio tirar barriga de misérias. E, se estão no mesmo mood que eu (ou, claro, até um pouco menos) tenho boas notícias: em parceria com a Top Atlântico, tenho um código de 5% de desconto em todas as reservas de hotelaria (nacional e internacional) que façam no site! Cool, hun? O código é TA_ALEXANDRA e o site podem aceder aqui. 

 

 

Voltando ao tópico principal do post - os destinos em vista (alguns deles já marcados #YEASSSS) são.......

 

 

Cabo Verde - sugestão de uma amiga que aceitei de imediato. Em pleno Inverno (e depois de umas semanas que prometem ser intensas), nada melhor que ir até ao calor, apenas a umas horinhas de distância!!! 

 

 

 

 

Resultado de imagem para istambul

 

Istambul e Capadócia - há algum tempo que tenho esta voltinha em mente mas diga-se que não é um destino nada baratinho!! Um destino perfeito para usar o código!! Para compensar o valor do voo, a viagem estende-se até à Capadócia, que dizem ser assim para lá de incrível!! 

 

 

 

Resultado de imagem para sicilia

 

Sicília - se já tinha a Turquia na bucket list, a Sícilia então.... Há anos e anos e anos!!! Finalmente juntou-se o grupo ideal, numa das alturas do ano que mais gosto de viajar - e só quero apanhar bom tempo para aproveitar esta ilha em pleno!!!

 

 

 

Resultado de imagem para nova iorque

 

Nova Iorque -  Regressar a NYC também está na minha mente há 2/3 anos. Adorava que 2019 fosse o ano, mas os meus dias de férias não esticam e...

 

 

 

Resultado de imagem para colombia

 

Colômbia - ... conhecer a América Latina é um dos meus maiores sonhos desde sempre. Começar pela Colômbia seria ideal. Ou pelo Chile. Ou Argentina. Ou..... Ou........ Ou.....

 

 

Não se esqueçam: 5% de desconto na Top Atlântico com o código TA_ALEXANDRA. 

 

 

Seg | 19.11.18

BEAUTÉ WL

 

wl beauty.jpg

 

Sou péssima a trazer beleza a este blog - e já deixei as reviews quase em exclusivo nas stories do meu Instagram (estão no destaque Reviews). Para já porque cada vez exploro menos esta secção (o marketing dá cabo de nós ahah) e, depois, porque tive que me disciplinar para não comprar demasiados produtos quase por coleccionismo. É que os prazos de validade são para ser cumpridos e, a cada limpeza da secção beleza, sinto facadas no coração... Enfim!

 

Mas sim, sou muito cuidadosa com a minha rotina de cuidados com a pele (mesmo muito - more on that later), e não resisto a um batom nude e a iluminadores. E, numa WL imaginária de Natal, estes são os 4 produtos que estou a considerar:

 

1. Mia, Clarisonic. Ando há anos e anos e anos a adiar esta compra, mas não dá mais!!! Tenho mesmo de investir na famosa (e "consensualmente óptima") Mia da Clarisonic. 

 

2. Kubaki, Fenty Beauty. Bem, eu estou SUPER fã da Fenty Beauty, em termos de tudo: preço, qualidade, cores, packging, design, a mulher que representa. Tudo! Depois do Gloss Bomb (AMO), dava-me imenso jeito um pincel gordinho e facilmente transportável. E este é MARAVILHOSO (de lindo e, pelas reviews que li, de bom).

 

3. Paleta de rosto especial Natal, Nars. Bem, eu costumo ser imune aos feitiços dos kits de Natal. Mas... I mean, Nars!!! A Nars é, há muitos muitos anos, uma das minhas marcas preferidas. E o meu blush Orgasm tem anos e anos (está lá a vegetar sem uso, porque já passou a validade mas não tenho coragem de o deitar fora) - e o Laguna, acreditem ou não (porque, sendo viciada em bronzers e em Nars), nunca experimentei. Já de iluminadores da marca, sou muito muito fã da marca. Portanto, TUDO certo neste pack!

 

4. Le Rouge Crayon 257, Chanel. Bem, não resisto a um batom nude. E preciso de um para ter na "bolsa de noite", onde gosto de acabamentos mais brilhantes. Já experimentei este e fiquei rendida.

 

 

Seg | 19.11.18

SEQUIN ISSUE

VESTIDO DE LANTEJOULAS COM COSTAS DESCOBERTAS

 

Bem, há poucas bandeiras desta época festiva (jantares de Natal e pda) como peças com lantejoulas. Até eu tenho vontade de mergulhar numa banheira de lantejoulas e andar assim o mês inteiro. E, se há peça que automaticamente associo à Zara, é esta: vestidos, blusas, saias - a Zara é mestra em linhas de festa, temos que admitir. 

Não tenho por hábito comprar peças específicas para as festas (e estou a guardar budget para o Winter Market da Stylista), simplesmente uso peças e coloco acessórios mais statement (novas combinações com o que já está por casa). Mas sem dúvida que este vestido me parece uma boa aposta, o modelo é super elegante - dá para jantares e passagem de ano e, ainda, uma ou outra festa ao longo do resto do ano! (isto, para mim, é pouco uso para uma peça porque, again, não sou de comprar peças para ocasiões específicas - mas também as minhas festas/jantares são quase sempre mega informais). 

 

 

Vestido - Zara (link)

 

Sex | 16.11.18

SPOTTED // IS IT TOO SOON TO TALK ABOUT STRAPPY SANDALS?

 

Via @hannastefansson

 

Ainda há uns dias falei na "tendência" que se vive este ano de usar sandálias na temporada fria. Isto poderia ser uma proposta dentro dessa tendência, mas não... Sou só eu a lamentar uma comprar que não fiz neste Verão e que já está na #WL do próximo.

 

São umas strappy mules da By Far (marca emergente polaca que estou MUITO curiosa para conhecer ao vivo - tenho lido muito boas coisas sobre ela, a nível de qualidade e conforto). Em nude são incríveis - vejam como ALONGAM a perna. E... Nem preciso alongar-me (perdoem-me a redundância) sobre sapatos nude no geral, certo? Infelizmente, nem sequer posso cometer a demência de as oferecer a mim mesma no Natal porque... #esgotadérrimas. 

By Far tan brown tanya 65 leather sandals

 

 

Sex | 16.11.18

SET // CASUAL MOOD

set nov 2.jpg

Cardigan, Mango. T-shirt, Rust & May. Colares, Cinco. Mala e jeans, Totême. Ténis, Nike.

 

 

Ando completamente num mood cardigan. É curioso - nuns anos, só uso camisolas, noutros, casacos de malha. Este Outono, claramente sou team casacos (ainda que, na verdade, use muito mais camisolas). 

Apesar deste ser da Mango (todo em malha sintéctica), aconselho malhas naturais (lãs e/ou caxemira) - são mais quentes, mais bonitas, mais duradouras e confortáveis. Além de... Serem naturais. Dois conselhos: em lojas/marcas de fácil acesso - Massimo Dutti ou Ralph Lauren; o segundo é sem dúvida lojas de comércio artesanal - tenho um casaco feito na Serra da Estrela, que é INCRÍVEL, giro, malha super grossa e custou... 50 euros! 

 

 

Mas, pegando no assunto acrílico, este é preferível ao pelo verdadeiro - e estou muito fã das propostas da Totême. É tudo uma questão de pensarmos bem aquilo que vale a pena apostar em materiais naturais ou não e, claro, ponderar bem toda e qualquer compra, para algo que se use muito (este ano e nos próximos).

 

Ter | 13.11.18

SET // READY FOR WINTER

 

set nov.jpg

 

Este é TOTALMENTE o mood para o frio - estou off de calças de ganga, de muitas camadas, de muita complicação. As peças são básicas, são para se repetir, para serem quentes e práticas. E este set é o reflexo perfeito do meu mood! 

 

Óculos, Gucci; Casaco e camisa, Totême; Calças e botas, Zara; Bolsa, Little Liffner

 

Seg | 12.11.18

SPOTTED // VINTAGE FUR MOOD

 

 

O editorial da Zara "Campaign Collection" foi dos mais giros que vi nos últimos tempos. Aliás, a marca espanhola tem-se superado no que toca a editoriais, de estação para estação.

 

Além da apresentação em desktop, da fotografia e styling, o que me chamou a atenção foi este casaco!!! Há anos que procuro um casaco com este pelo (mistura de castanhos), a imitar os casacos de pelo antigos. Normalmente existe em modelo curto, mas este ano a marca vai lançar (ainda não chegou ao site) uma versão longa.

Eu duvido que goste de me ver, mas... Que é giro, é!! 

 

Seg | 12.11.18

SANDÁLIAS DO INVERNO? SIM, POR FAVOR

 

Volta e meia, esta "tendência" volta e raramente reúne consenso. Na verdade, nunca reune consenso. E eu percebo: esteticamente é bastante interessante. Na "vida real", não é exactamente o mais seguro (em países onde a chuva é uma realidade na altura das festas) e possivelmente nem o mais confortável (porque, #frio). Mas que traz um elemento inesperado (e com pinta) aos conjuntos de festa, TRAZ! E está all over Instagram.

 

Resultado de imagem para carrie bradshaw fur coat

 

Muito antes de sonharmos em termos o Instagram como "centro da vida", Carrie Bradshaw já se passeava em NYC com o seu casaco de pelo e as suas mules. Claramente, a inspiração dos 90's está para ficar.

 

 

Agora, usar ou não usar? 

Porque, não, não convém serem umas sandálias normais de Verão - existem mesmo modelos específicos para ficarem bem com meias.

 

sandalias de inverno.jpg

 

Mango, By Far, Mango e Zara.

 

Por isso, por muita graça que ache à ideia, o facto de ter de comprar um modelo específico (que não em saldos, por exemplo) demove-me da ideia. Mas gosto muito das 4 que mostro acima (as da By Far estão em saldos, por acaso!!). 

 

 

E vocês, o que acham?

 

Seg | 12.11.18

O MINIMALISMO ACTUAL EM 7 PEÇAS

 

O estilo minimalista é uma das minhas grandes inspirações, porque nos permite construir um bom guarda-roupa com a versatilidade como base das peças que adquirimos. É mais difícil ter conjuntos desactualizados, porque as linhas são simples e clean. Mas, claro, até neste estilo (que puxa menos ao consumismo e às tendências), existem novidades e alguns "updates".

 

Existem algumas peças que têm surgido nos looks de street style das amantes deste estilo:

 

 

Long: os trenchs, os sobretudos, os vestidos - tudo ligeiramente acima do tornozelo! 

 

 

 

Moda-Tendencias Vogue.es

 

A camisa vestido: seja Verão ou Inverno, a camisa virou vestido e eu sou FÃ! Em qualquer dia!!

 

 

 

 

Oversized: ok, há uma tendência neste estilo, e é indiscutível. Os blazers do pai/namorado regressam com a vibe dos anos 90 pela mistura - largos, com os ombros ainda mais largos. Basta usar um modelo masculino! 

 

 

 

minimalismo estilo moda boiler suit

 

Boilersuit: que é como quem diz, macacão! Assim um modelo bem masculino (o próprio nome o indica, que vem dos "fatos de mecânico") para combinar com peças mais femininas. Eu sou muito fã!

 

 

 

 

Leopard: o casaco de pelo em leopardo é um clássico deste (e outros) estilos. E esta é a temporada para usar e ABUSAR dele.

 

 

 

 

Camisa vintage: está na hora de ir ao guarda-roupa pescar as camisas que deixámos ficar mais ao fundo em prol das clássicas oversized. Burberry e Ralph Lauren têm bons modelos! 

 

 

 

Bege é o novo preto: é para usar como base de tudo o resto. É mesmo "o novo básico" no que toca a cores! 

 

 

Qua | 07.11.18

A "MINHA" SUSTENTABILIDADE NA MODA

 

Desde que fiz alguns posts em Janeiro e, em especial, Setembro, que tenho recebido MUITO (e tão bom) feedback sobre o assunto.

 

O que acontece é o seguinte: se é verdade que (felizmente) sustentabilidade é "a" palavra de ordem em 2018, 19 e (esperemos) muito mais além disso, também é verdade que surgem variadas filosofias e práticas no Instagram, vindos de várias Influencers, publicações, marcas, etc.

 

E, às tantas, trocam-se conceitos, confundem-se as pessoas e difundem-se variadas ideias. Eu sou apologista de absorver o máximo de informação possível, pesquisar aquilo que não percebo e, claro, ler e ver reportagens mias técnicas (com factos) sobre o assunto. Estou longe do extremismo, porque assim o sou em tudo, mas quanto mais informação tivermos, melhor.

 

 

Abrigo + vaqueros = look perfecto

 

 

A minha filosofia desde o início do ano, que se foi intensificando a cada mês, é simplesmente NÃO consumir. Ou antes, consumir muito MENOS. Não é uma questão de ter "transferido" os meus hábitos de consumo para outro tipo de marcas, pois a meu ver isso faria zero sentido. É mesmo consumir menos! E isto deve-se a mais do que princípios sustentáveis.

 

Simplesmente, deixei de me identificar com a "velocidade", com tendências efémeras, com roupa sem qualidade, com a falta de sentido que isto tudo deixou de ter. Com o conceito de descartável, no geral.

Além disto, que é uma questão 100% pessoal, o "estado em que vai o mundo": ao nível dos recursos naturais (e aqui entra a parte de não "desatarmos a consumir loucamente tudo o que é orgânico", se é que me entendem), do ambiente e da própria sociedade (neste caso concreto, das condições de trabalho). Sustentabilidade não é apenas ambiental, mas também económica e social - daí eu, hoje em dia, preferir marcas emergentes, especialmente portuguesas.

 

 

Mas... Deixei de ir à Zara? (ou Mango, ou Uterqüe, ou "you name it"). Não, não deixei. A moda acessível não é o conceito a destruir - mas sim a parte (que, hoje em dia, é inerente à moda acessível) do excesso de produção (que se foi acelerando para responder à NOSSA pressa de consumir, não se esqueçam) e das condições de produção (passar a ler o "Made in ...." para ver em que mercado foi produzida a peça que estamos a ponderar).

Por exemplo, a produção de algodão é uma das grandes manchas negras no ambiente, devido aos químicos (quando não é totalmente orgânico), mas especialmente devido ao consumo de água que é necessário. Ou seja, a diferença entre comprar umas calças de ganga de algodão na Zara ou em qualquer outra marca é pouca... O ideal é comprar apenas o que é necessário (e que se vai usar muito), certo? É esta a minha lógica.

 

 

Depois, o Vintage. Cada vez mais o conceito de roupa em segunda mão faz sentido, especialmente em peças de qualidade (pegando no exemplo anterior - peças em ganga são uma excelente ideia em segunda mão). Temos aqui várias opções que não lojas físicas (em Lisboa ainda não descobri a pólvora....): as vendas de bloggers (eu, por exemplo, tenho levado a cabo uma limpeza implacável no guarda-roupa com peças em excelente estado!), e sites com verificação de qualidade, como o Vestiaire Collective. 

 

 

E pronto, por hoje, ficamos por aqui. Quero fazer um próximo post com questões vossas - sigam-me no Instagram para saber mais (e também partilho por lá várias opiniões, leituras e mini-artigos).

 

 

Pág. 1/2