Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Xanalicious

Ter | 08.05.18

LATELY ON MY NETFLIX

Depois da Casa de Papel (em inícios de Fevereiro), entrei numa espiral de vício com uma série policial (Black List) mas, pela terceira temporada, a série teve um péssimo twist e fiz uma pausa. Para "desenjoar", decidi começar a dar andamento a alguns dos documentários que tinha na lista da Netflix e foram uns quantos de seguida.

 

Por serem quase todos dentro do contexto de moda, achei que fazia sentido partilhar. 

 

HOUSE OF Z

 

 

Confesso que tinha muito pouca noção do trabalho de Zac Posen - sabia que passava muito por vestidos, era um nome que associava a Red Carpet, mas não fazia IDEIA de todo este início conturbado da marca. O documentário está interessante, dinâmico, bem realizado (do ponto de vista do espectador). Vale assistir!

 

 

 

MANOLO

 

 

Vale muito pouco. Muito "self-centered" no homem e pouco na criação. Tem "recriações" de momentos da vida (pessoal!!) de Manolo que me fizeram perder todo o interesse. Aguentei até ao fim porque, efectivamente, foi um criador que influenciou a forma como encaramos sapatos. Mas não vale a pena. PS - de tal forma self-centered que faz uma MÍNIMA menção (mas MESMO mínima) ao SATC (série/filme a qual deve aquilo que suponho ser 80% da sua reputação actual e, muito possivelmente, vendas) - acho engraçado que os sapatos que Carrie recebeu como "anel de noivado" sejam considerados icónicos pela marca, mas que continuem a insistir em "fugir" à associação directa da marca com a série (mas não o contrário). Enfim... 

 

 

 

IRIS

  

 

Mais um "sim, porque tem de ser". -.-' História e pessoa interessantes grau MIL. Conhecia muito, muito pouco do percurso de Iris fora da moda, e "mai góde", há vidas que deixam a nossa a um cantinho! ahahah Ela é realmente uma pessoa muito interessante, muito vivida, muito peculiar. Mesmo estando longe dos meus #Goals pessoais e do meu gosto, a mulher viveu "UMA VIDA". O ponto fraco é a realização/produção - tornam a mais interessante das histórias numa hora aborrecida. Adormeci quatro vezes...

 

 

Ainda no Netflix, o documentário sobre Amanda Knox... Se gostam de policiais (dá para perceber que gosto muito??), vale bem a pena (mas é um bocado perturbador, aviso já).

 

 

& AMERICAN CRIME STORY #2

 

 

A segunda temporada da série (quem ainda não viu a primeira, VEJA) ainda não chegou ao Netflix, mas não aguentei e vi já. 

QUE SURPRESA. Desde a Casa de Papel que uma série não me prendia tanto. Aviso à navegação: é uma série sobre o assassino, não sobre o assassinato e quase nada sobre Gianni Versace. O trailler e toda a comunicação induzem um pouco "em erro", mas a série está EXCELENTE, gostei mesmo. Muito mais do que pensava - achava mesmo que iria ser uma biografia sobre o criador (e que interessante será uma biografia de Gianni - tanto que meteram uns bocados da mesma pelo meio da série), mas não faria sentido no contexto "crime story". Estou a um episódio do final, naquele sentimento de "quero saber o final mas não quero que acabe", sabem?

 

 

Próximos na lista: The True Cost (claro!!) e Franca, Caos & Creation. E, finalmente, arrancar com The Crown!