Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Xanalicious

Qui | 08.07.10

Quantidade vs Qualidade

O assunto já é bem mais velho que eu... Mas hoje apetece-me trazer este tema para a mesa!

O assunto quantidade vs qualidade pode aplicar-se a todos os campos da vida... Há pessoas que preferem ter muitos conhecidos e poucos amigos, e outras que preferem ter os tais "poucos, mas bons", há pessoas que preferem fazer uma viagem transatlântica de dois em dois anos enquanto que outra prefere fazer várias escapadelas durante o ano para o Alentejo e Algarve, etc...


E na área da moda todas sabemos o que isso quer dizer... Deixar os "trapos" em prol de artigos de qualidade. E se não tiver havido um upgrade no ordenado isso significa - menos quantidade!

Em termos reais em que é que isso se traduz? Não, não significa largar a Parfois e comprar uma Chanel para usar todos os dias! Claro que é isso que queríamos não é? Mas ir de 8 para 80, na minha opinião, é demasiado drástico (e inexequível)! Significa sim que em vez de três bolsas da Parfois uma da Tommy Hilfiger, ou da Miss sixty, ou da Lollipops, ou da Guess, ou qualquer outra deste patamar (conforme o gosto). Depois disso investir naquilo que eu chamo "As Marcas do El Cort Inglés" - Carolina Herrera, Purificación Garcia, Longchamp - aquelas que já estão no inicio do luxo. Depois disso Louis Vuitton, Miu Miu, Prada... Perceberam a ideia? Cada vez melhor qualidade, mas cada vez mais tempo sem comprar nenhuma bolsa...

(eu sei que os meus exemplos são sempre baseados em bolsas, mas é a minha preferência e faço sempre o meu raciocínio a partir disso)

E em termos reais, de que é que essas mudanças dependem? Da idade, do estado de espírito, do ordenado?

Aí vou ser sincera que acho que muda de pessoa para pessoa... Eu gostava de ter coisas melhores, mas sinceramente só daqui a uns bons anos! Agora ainda sou uma rapariga de quantidade... Lá vou tendo uma ou outra coisa do patamar acima, dos saldos, ou de presentes, ou porque gosto muito e invisto, mas não passa disso! O que é estranho, é que quando era mais nova, fui rapariga de "pouco, mas bom"... Mas desde que descobri a Inditex isso mudou totalmente!! Gosto de ter escolha, gosto de ter tendências, gosto de ter básicos, e sim! gosto de trapos!!! Haaa como eu gosto dos famosos "trapos"...


Mas uma coisa também vos digo... Quando subir, é para subir! Nunca se deve estar nos 8 e 80 ao mesmo tempo! Louis Vuitton e "roupa da feira" (leia-se roupa com ar "barato") não encaixam! Só dá, na minha opinião, ar de "aquela anda ali a passar fome para comprar aquela bolsa, e depois não lhe sobra para a roupa" - Se não há possibilidades de "subir de patamar", então não subam! Em vez de terem um look mais "respeitável", têm ar de parolas! (espero não estar a ferir susceptibilidades, esta é apenas a minha opinião).

Atenção!! Eu NÃO sou contra o hi-lo!! Eu adoro o hi-lo!!! Mas também acho que é preciso saber fazê-lo... Os melhores exemplos de hi-lo vejo-os no Blog da lala (Brasil), e no A Fashion Intuition (da blogueira JOM) - sabem fazê-lo muito bem, no que toca a hi-lo de barato/caro.
Hi-lo de JOM: Zara e Chloe, e de Fran Monfrinatti (no Blog da lala): Zara, Alexandre Birman e Schutz.



E vocês o que acham?


xxx

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2